nsc

Transporte coletivo

Pesquisa sobre ônibus vai definir modelo exclusivo para Joinville

Estudo que está sendo feito nos terminais urbanos vai balizar sistema que será implantando em nova licitação

01/06/2022 - 11h09

Compartilhe

Jota
Por Jota Deschamps
Licitação do transporte coletivo de Joinville será definida com informações de pesquisa feita com usuários.
Licitação do transporte coletivo de Joinville será definida com informações de pesquisa feita com usuários.
(Foto: )

Até o dia 3 de junho, usuários do transporte coletivo de Joinville estão sendo ouvidos em uma pesquisa que vai direcionar a licitação e o novo sistema do serviço oferecido. O levantamento dos dados está sendo feito por meio de entrevistas realizadas pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) nos terminais urbanos da cidade. Em entrevista à CBN Joinville nesta quarta-feira (01), o secretário de infraestrutura urbana do município, Jorge Correia de Sá, comentou que o estudo vai definir um modelo exclusivo que atenda as demandas cidade.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

— Nós não estamos buscando um produto de prateleira, nós estamos modelando um novo produto pra Joinville. Um sistema que será exclusivo pra Joinville, mas dentro das necessidades da cidade. Então pra que se chegue a modelagem, é necessário uma série de respostas — destacou.

Uma série de questões estão sendo levantadas nesta pesquisa, mas segundo o secretário, o objetivo é traçar as diretrizes que, de fato, façam sentido para as realidades da cidade e estejam contempladas na licitação, a ser lançada até o fim do ano (prazo que pode ser estendido para início de 2023). Alguns pontos, como a integração entre os terminais, estações de transbordo, bilhetagem mais moderna com reconhecimento facial e ainda novas opções de veículos estão em pauta nesta etapa de estudos. 

— A espinha dorsal definida [para o novo sistema] é um transporte de qualidade, com baixo custo, horários mais acessíveis e unidades diferentes. Você não precisa ter, necessariamente, um único tipo de ônibus. Nos extremos da cidade, você se desloca muitos quilômetros pra apanhar poucos passageiros e você leva o mesmo ônibus com capacidade para 60, 70, 80 pessoas e nessa viagem traz quatro ou cinco pessoas — explicou o secretário.

Durante a conversa no programa Notícia Na Manhã, o secretário Jorge Correia de Sá falou ainda dos trabalhos desenvolvidos pela FIPE junto a Prefeitura de Joinville. É um contrato longo que prevê a participação do órgão nesta etapa de formatação do modelo; depois haverá acompanhamento durante o trâmite da licitação com assessoramento jurídico e, em uma terceira etapa, a FIPE também vai fazer um trabalho de monitoramento do sistema implementado. 

Abaixo, ouça na íntegra a entrevista do secretário de infraestrutura urbana de Joinville para CBN. A conversa foi ao ar nesta quarta-feira, 1º de junho.

Colunistas