nsc
hora_de_sc

Economia

Pix tem 100 milhões de chaves registradas; saiba como fazer

A chave permite identificar rapidamente a conta do recebedor

04/12/2020 - 10h39

Compartilhe

Por Agência Brasil
Pix permite facilidade e economia em transferências bancárias
Pix permite facilidade e economia em transferências bancárias
(Foto: )

O sistema de pagamento instantâneo Pix atingiu a marca das 100 milhões de chaves nesta quinta-feira, conforme informação do Banco Central. A chave, previamente cadastrada em banco ou outra instituição financeira, permite identificar a conta para receber pagamentos e transferências.

A chave pode ser os números do CPF (pessoas) ou do CNPJ (empresas), e-mail, número de celular ou chave aleatória - sequência alfanumérica utilizada por usuários que não queiram vincular seus dados pessoais às informações de sua conta. O recebedor também pode gerar QR Codes para recebimento de pagamentos. Outra possibilidade é fazer o pagamento ou a transferência sem a chave, mas neste caso, é preciso digitar os dados bancários do recebedor.

O Pix é gratuito para pessoas físicas nas operações de transferência e de compra. Cada conta de pessoa física pode ter até cinco chaves vinculadas.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

No caso de pessoa jurídica, o máximo é de 20 chaves por conta. As instituições financeiras poderão cobrar tarifa das empresas tanto no envio como no recebimento de dinheiro por meio do Pix. Serviços acessórios ligados ao pagamento e ao recebimento de recursos também poderão ser tarifados.

Além disso, o Banco Central e a Receita Federal anunciaram que as empresas podem quitar as contas com o Fisco por meio do Pix.

COMO FAZER

Para cadastrar-se no Pix basta abrir o aplicativo de banco do usuário, encontrar a opção "Pix", ir em "cadastrar Pix" e escolher qual tipo de chave será utilizada: CPF, CNPJ, e-mail, número de celular ou chave aleatória (para quem prefere não vincular dados pessoais ao acesso). 

Após o cadastro ser efetuado, pagamentos que antes eram categorizados como "TED" e o banco cobrava tarifas, podem ser realizados gratuitamente, utilizando os dados bancários ou a própria chave Pix do destinatário.

Colunistas