nsc
an

Cultura

Pluralidade e público apaixonado marcam a 39ª edição do Festival de Dança de Joinville

No retorno totalmente presencial, evento fez a dança ser o foco de todas as atenções por quase duas semanas

30/07/2022 - 21h00

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Hassan
Por Hassan Farias
Noite de abertura foi marcada pela apresentação do "Lago dos Cisnes"
Noite de abertura foi marcada pela apresentação do "Lago dos Cisnes"
(Foto: )

Aplausos, olhares atentos, encantamento, vibração a cada passo e muito movimento. Da dança nos palcos, dos bailarinos de vários cantos do Brasil com direção a Joinville, do público que circula por plateias e feiras. Movimento do próprio evento em direção a novas cidades e públicos. Movimento define a 39ª edição do Festival de Dança de Joinville, que termina neste sábado (30) com a missão cumprida de fazer a dança ser o foco de todas as atenções por quase duas semanas.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Com 550 grupos que apresentaram mais de 2 mil coreografias, esta pode ser chamada de a maior edição da história deste que é, oficialmente, o maior festival de dança do mundo. Pelo reencontro com o público de forma totalmente presencial após a pandemia, pelo retorno de atrações como a Noite de Gala e o Reencontro das Ruas e pelo crescimento do público, cada vez mais variado, em atrações que vão além da dança competitiva e envolvem movimentos culturais.

Com o próprio festival em movimento, esta edição se destacou também pelos palcos abertos, que quebraram mais ainda os limites do Centreventos Cau Hansen e levaram dança a Araquari, Balneário Barra do Sul e São Francisco do Sul. Em Joinville, os palcos extrapolaram a região central e movimentaram praças, shoppings e escolas.

Na tradicional Feira da Sapatilha, a edição deste ano trouxe aos visitantes 121 expositores de produtos e serviços. O espaço, que reúne tendências em moda, figurinos, equipamentos, artesanato e tecnologia, foi o ponto de encontro do festival durante o dia, com entrada gratuita e muita dança no palco aberto montado dentro do Expocentro Edmundo Doubrawa, ao lado do Centreventos.

Apresentação durante o Festival 40+
Apresentação durante o Festival 40+
(Foto: )

Sem limite de idade para participar

Dentre todos os movimentos do Festival de Dança de Joinville, despontou em 2022 a presença da dança para todas as idades. Dos adolescentes do Meia Ponta até a grande novidade do ano, que foi o Festival 40+.

Direto de São Paulo em sua primeira participação em Joinville, o grupo “Jovens de Coração” traz no nome o que melhor representam, e conquistou o primeiro lugar na categoria “dança coreográfica livre” entre os participantes acima dos 60 anos.

> Festival de Dança de Joinville amplia oportunidades e dá espaço a todas as idades

Já nas categorias de dança de salão e dança popular folclórica, os grupos de Santa Catarina levaram a melhor e conquistaram os títulos do evento que é novato na programação, mas que permitiu aos dançarinos de muita experiência ter no Brasil um grande evento para subir ao palco e competir.

Assim, ampliando olhares e movimentando tudo que está ao redor, o 39ª Festival de Dança voltou a mostrar Joinville para o país como a capital da dança.

Aulão de passinho movimentou o público durante o evento
Aulão de passinho movimentou o público durante o evento
(Foto: )

Último dia marcado pelos campeões

O último dia do Festival de Dança de Joinville aconteceu neste sábado (30), com destaque para os bailarinos que venceram as categorias durante o evento. A Tarde dos Campeões reuniu as coreografias premiadas em primeiro lugar no Meia Ponta, em apresentações no Teatro Juarez Machado.

Mais tarde, foi a vez dos dançarinos acima de 16 anos que conquistaram os primeiros lugares nas noites competitivas voltarem ao palco para a Noite dos Campeões Sênior. Eles encerraram a programação no Centreventos Cau Hansen.

Além disso, também houve o segundo dia do Dog Dance Day durante a tarde, com a participação de cães e tutores em atividades que contemplaram dança, bem-estar animal e desfiles.

Por fim, a noite foi encerrada com uma das novidades do festival, a Major Ball, realizada em parceria com a MOFO. O evento foi inspirado na cultura de bailes dos Estados Unidos, como uma expressão performática da comunidade LGBTQIA+.

Reencontro das Ruas voltou para a programação do Festival em 2022
Reencontro das Ruas voltou para a programação do Festival em 2022
(Foto: )

Leia também:

Fotos: Noite de Gala do Festival de Dança de Joinville emociona com estrelas da dança

Fotos: Tensão, paixão e emoção marcam primeira noite do Festival de Dança de Joinville

Bailarina volta ao palco do Festival de Dança de Joinville após acidente: "Emocionante"

Apresentadores da NSC TV dançam em chamada especial para o Jornal do Almoço; assista

Colunistas