A possibilidade de neve no Rio Grande do Sul e o frio intenso para Santa Catarina neste final de semana levantou a questão sobre a possibilidade do fenômeno chegar também a cidades catarinenses. Segundo a Epagri/Ciram, no entanto, a chance de nevar no Estado é zero. A Defesa Civil do Estado, mesmo assim, monitora a situação.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

A chance zero de neve se dá pela falta de condições para isso: uma combinação entre umidade e temperatura. O fator determinante, desta vez, é a temperatura. Não há previsão de termômetros abaixo de zero para este fim de semana.

A possibilidade de nevar no inverno deste ano não está descartada, no entanto. Segundo o Fórum Climático, massas de ar do Polo Sul podem trazer momentos gelados a Santa Catarina, causando a formação de geada ou neve no Estado.

Segundo a Epagri/Ciram, a maior parte dos episódios de frio neste inverno deve ser de pouca duração, com poucos dias consecutivos de frio mais intenso, seguidos de momentos mais quentes, os populares “veranicos”, onde as temperaturas podem, inclusive, passar dos 30°C.

Continua depois da publicidade

Alerta do Inmet para frio intenso

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para a queda de temperaturas entre a noite desta sexta-feira (5) e a manhã de sábado (6). As baixas temperaturas ocorrem em partes do Oeste catarinense, da Grande Florianópolis, na região Serrana, Sul catarinense e no Vale do Itajaí. Além disso, boa parte do Rio Grande do Sul também está em alerta.

Segundo informações do g1, o avanço de uma nova massa de ar polar sobre a Argentina deve derrubar as temperaturas no território gaúcho e causar neve ou chuva congelada e geada. Pode nevar em cidades de regiões mais elevadas, como Bom Jesus, Vacaria e São José dos Ausentes, todas na Serra.

Como fica o tempo e as temperaturas em SC

Neste sábado (6), uma frente fria avança por Santa Catarina e favorece a chuva no Estado, iniciando pelas áreas da divisa com o Rio Grande do Sul, como Litoral Sul e Oeste, onde os volumes podem ser maiores. O risco é moderado a pontualmente alto para ocorrências como alagamentos e enxurradas. A previsão é da Defesa Civil.

Nas demais áreas, entre a Grande Florianópolis e o Norte do Estado, o tempo nublado predomina na maior parte do dia, com possibilidades de chuva a qualquer hora, principalmente entre o final da tarde e noite.

Continua depois da publicidade

Com o tempo fechado e o vento Sul, a sensação deve ser de frio intenso, inclusive à tarde. As máximas não devem passar de 15°C na maior parte das regiões, ficando próximas dos 4°C a 6°C nas cidades serranas e nos pontos mais altos da Grande Florianópolis Serrana. Segundo a Defesa Civil, o risco é baixo a pontualmente alto para ocorrências associadas à queda das temperaturas.

A frente fria avança sentido Norte no domingo (7), favorecendo pancadas de chuva a qualquer momento do dia em quase todo o Estado. O risco é moderado a pontualmente alto para ocorrências como alagamentos.

Ao amanhecer, as temperaturas devem ficar entre 4°C e 7°C nos pontos mais altos da Serra, e de 7°C a 10°C no Extremo Oeste, Grande Florianópolis Serrana e Alto Vale do Itajaí. Nas demais regiões, os termômetros marcam de 10°C a 13°C.

O que é neve?

Neve é a precipitação de cristais de gelo translúcidos e brancos em geral de forma hexagonal e complexamente ramificados, formados diretamente pelo congelamento do vapor d’água que se encontra suspenso na atmosfera.

Continua depois da publicidade

FOTOS: Relembre neves históricas em cidades de SC e cenários “congelados”

É frequentemente produzida por nuvens do tipo “stratus”, mas também pode se originar das nuvens do tipo “cumulus”. A neve pode cair como partículas mais pesadas, as chamadas pelotas de neve que caem em pequena quantidade.

Relembre neve histórica em SC

Leia também

Quem é o caçador de geadas de Santa Catarina que persegue o fenômeno há 17 anos

Frente fria traz chuva forte a SC no final de semana; temperaturas ficam mais amenas

Destaques do NSC Total