nsc
hora_de_sc

Vandalismo

Polêmico chuveiro que imita fachada da Havan é pichado em praia de Florianópolis

Empresário Luciano Hang se manifestou nas redes sociais sobre o ato

24/12/2021 - 14h31 - Atualizada em: 24/12/2021 - 15h29

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Chuveiro da Havan amanheceu pichado nesta sexta-feira (24)
Chuveiro da Havan amanheceu pichado nesta sexta-feira (24)
(Foto: )

O chuveiro público que imita a fachada da Havan, instalado na Praia de Canasvieiras, em Florianópolis, amanheceu pichado nesta sexta-feira (24). Segundo a Guarda Municipal, o autor do ato não foi encontrado. Desde que foi colocado na areia, o equipamento tem causado polêmica nas redes sociais.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Conforme informações da Guarda Municipal de Florianópolis, a equipe foi acionada sobre a ocorrência na manhã desta sexta, por volta das 8h15. A GMF se deslocou ao local, mas não encontrou o autor da pichação. Informou ainda que não há câmeras ao redor que possam ter captado a ação. 

O empresário dono da rede varejista, Luciano Hang, se manifestou no Twitter sobre o ato de vandalismo: 

— É aquela velha história, quando faltam argumentos partem para violência, para a destruição. Isso é crime. Mas é assim que a extrema esquerda pensa e age. Desordem e destruição. Se não podem construir e crescer com o suor do próprio trabalho, destroem as coisas dos outros. 

Em outro tweet o empresário ainda afirmou: 

— O chuveirão da Havan é gratuito para toda a população, mas se não agrada a eles, o resto que se dane. Vivem de narrativas, que não se sustentam na prática. É muita hipocrisia, não é mesmo? Já providenciamos a pintura e vamos deixar tudo em ordem, do jeito que eles não suportam. 

Chuveiro da Havan causa polêmica 

Após a instalação na areia de Canasvieiras, na terça-feira (21), o chuveiro da Havan causou polêmica nas redes sociais e provocou cobranças à prefeitura da Capital.  

O superintendente de Serviços Públicos da Capital (Susp), coronel Márcio Alves, diz que se trata de uma ação publicitária definida em conjunto entre duas empresas: a que venceu a licitação para instalar os chuveiros e a que faz a exploração comercial. Foi com elas que a Havan negociou a instalação. 

A prefeitura não estabelece limitações arquitetônicas para os equipamentos colocados na areia, por isso não impediu o chuveiro em formato de fachada da Havan.  

Diante da repercussão provocada pelo equipamento, Hang afirmou ter recebido dezenas de ofícios e pedidos para instalação de novos chuveiros e disse que pretende repetir a ação por todo o Litoral brasileiro.

Leia também

Projeto bilionário, túnel subaquático Itajaí-Navegantes terá tecnologia internacional

Quanto custa alugar um apartamento de luxo em Balneário Camboriú no verão

Fraude em máquina de pelúcia em SC pode estar associada a lavagem de dinheiro

Colunistas