nsc
dc

Pandemia

Política de Covid zero pode durar 5 anos na China, dizem especialistas

Resto do mundo optou pelo caminho da coexistência ou mitigação da doença

27/06/2022 - 11h06

Compartilhe

Folhapress
Por Folhapress
Aviso foi publicado nesta segunda-feira (27) em diversos meios de comunicação do país
Aviso foi publicado nesta segunda-feira (27) em diversos meios de comunicação do país
(Foto: )

A severa política de Covid zero da China, com testagem em massa obrigatória e restrições a viagens, pode se estender pelos próximos cinco anos em Pequim, de acordo com um aviso publicado nesta segunda-feira (27) em diversos meios de comunicação local controlados pelo governo do país.

Receba notícias do DC via Telegram

— Nos próximos cinco anos, Pequim compreenderá incessantemente a normalização da prevenção e controle da epidemia — dizia a notícia, atribuída a Cai Qi, secretário do Partido Comunista em Pequim.

Nas redes sociais, o anúncio provocou raiva e confusão entre os moradores da cidade. A maioria dos comentaristas não parecia surpresa com a perspectiva de o sistema continuar por mais meia década, mas poucos apoiaram a ideia. Depois de a notícia ter se espalhado, a referência a "cinco anos" foi removida das reportagens e uma hashtag relacionada excluída da rede social Weibo.

Sob a mão de ferro do líder Xi Jinping, as autoridades chinesas têm mantido o país na política de Covid zero, apesar de o resto do mundo ter optado pelo caminho da coexistência ou mitigação da doença. Xi ordenou que os oficiais em Pequim equilibrem a estrita vigilância da Covid com o crescimento econômico, já que as medidas de restrição incomodam os moradores.

Leia mais: 

Regras do INSS apontam que desempregado pode ter direito a auxílio-doença e aposentadoria

Desenho Político sobre o cenário eleitoral 2022 estreia no Bom Dia Santa Catarina nesta terça-feira

Maioria das entidades religiosas não adere acordo do TSE para combate à fake news nas eleições

Colunistas