nsc
santa

Infraestrutura

Ponte interditada na BR-470 em Pouso Redondo será demolida e outra maior será construída

Apesar do anúncio, Dnit ainda não fala em prazos e valores para a obra

17/05/2022 - 09h38 - Atualizada em: 17/05/2022 - 14h07

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Imagem mostra ponte interditada à direita e ponte provisória metálica à esquerda
Imagem mostra ponte interditada à direita e ponte provisória metálica à esquerda
(Foto: )

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) irá demolir a ponte interditada na BR-470 em Pouso Redondo. A decisão do órgão saiu nesta segunda-feira (16) após uma reunião entre o novo superintendente do órgão Alysson Andrade com engenheiros e autoridades do Alto Vale do Itajaí. 

> Clique aqui e receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

A princípio a ideia era recuperar a estrutura já existente, que apresentou rachaduras em um dos pilares de sustenção. O governo Federal não explicou o que levou a mudança nos planos, mas disse que irá construir uma nova ponte maior, mais larga e com capacidade de peso superior. 

Valores e prazos ainda são questões sem respostas. 

De acordo com o Dnit, o projeto "ainda está sendo desenhado pela autarquia. Além disso, serão reaproveitados materiais da antiga estrutura, como as passarelas metálicas para pedestres, que serão instaladas em outras pontes". 

Veja também > Ministro põe interdição da BR-470 na conta de chuvas que vieram depois

Leia ainda > BR-470 tem um histórico de pontes com estrutura de dar medo

Relembre o caso 

A ponte sobre o Rio das Pombas, no Centro de Pouso Redondo, está interditada desde o dia 25 de abril. Imagens mostram rachaduras em um dos pilares de concreto e as ferragens expostas. A estrutura chegou a ficar fora de nível. Uma vistoria técnica mostrou a necessidade urgente de parar o fluxo de veículos na região. 

Duas rotas alternativas por dentro da cidade foram abertas, levando transtorno à comunidade e também aos motoristas, que precisaram enfrentar o trânsito em meia-pista. Uma semana depois o Exército concluiu a instalação de uma ponte provisória metálica, que dá conta do fluxo pesado para quem segue em direção a Curitibanos. 

Quem está em indo para o Litoral ainda precisa passar por dentro da área urbana de Pouso Redondo. Prefeitura e Dnit chegaram a um acordo para dividir os custos com manutenção das vias enquanto a nova ponte não fica pronta. A prefeitura fará o serviço de drenagem e o governo Federal deve aplicar o asfalto. 

Leia também

> Médicos de Blumenau ganharão mais por hora extra, planeja município

> Frio intenso, chuva congelada, neve e ciclone: veja previsão do tempo para SC 

Colunistas