nsc
    dc

    Reforma

    Pontes Pedro Ivo e Colombo Salles, em Florianópolis, passam por limpeza antes de restauração

    Obra busca a conservação das pontes Pedro Ivo e Colombo Salles

    25/07/2019 - 17h25 - Atualizada em: 25/07/2019 - 17h58

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    Contrato não contempla restauração das pistas
    Contrato não contempla restauração das pistas
    (Foto: )

    Iniciadas em fevereiro deste ano, com assinatura da ordem de serviço, as obras de recuperação das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, em Florianópolis, seguem dentro do cronograma, segundo a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE). O prazo de conclusão é de dois anos.

    A restauração estava prevista desde 2015, quando foi lançado edital de reforma. Como se passaram mais de três anos para os reparos, desde aberto o processo de licitação, uma nova vistoria nas estruturas das duas pontes foi realizada como passo inicial.

    A análise verificou se havia novos pontos com necessidade de manutenção. Em seguida, segundo o secretário da pasta, Carlos Hassler, o projeto seguiu com a limpeza de cada parte da estrutura: pilares e concreto da pista.

    — Para isso, também foi necessário a montagem de andaimes na parte de baixo da ponte — disse.

    A colocação do equipamento iniciou pela estrutura que entra na Ilha e foi realizada pelos operários da empresa Cejen, que também já retiraram a sujeira do concreto. Em andamento, a limpeza das calhas de recolhimento de água pluvial ocorre ao mesmo tempo em que são revisadas as juntas metálicas.

    O que se antecipou, nesse processo, foi a substituição dos parafusos da placa de metal da Ponte Pedro Ivo Campos, que se soltou duas vezes neste ano.

    — A troca dos parafusos faz parte do cronograma da obra e já estava prevista na reforma. Os trabalhos foram antecipados pois os parafusos, encomendados pela empresa executora da obra, chegaram antes do prazo final — diz o secretário.

    O remanejo das peças ocorreu durante a semana, entre o fim da noite e a madrugada, no horário de menor fluxo, por ser o único acesso do continente para a Ilha. Esse trabalho deve ser concluído ainda hoje.

    A empresa vai dar continuidade à recuperação com raspagem e retirada do concreto (escarificação) das partes comprometidas, para que, então, seja realizada a recuperação dos pontos necessários. A conclusão ocorre com a pintura da estrutura.

    Na Colombo Salles, segundo a SIE, a escarificação já iniciou na parte inferior, inclusive com pintura. Até o final do ano deve ocorrer uma intervenção da Colombo Salles, com fechamento de uma única pista. Ainda não há data prevista para a intervenção.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas