A Sapecada da Canção Nativa, festival de músicas nativistas inéditas, teve sua primeira apresentação, no dia 6 de junho de 1993, em Lages. Em 2024, a Sapecada da Canção Nativa será realizada nos dias 24, 25 e 26 de maio.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

— A Sapecada foi o primeiro festival nativista de Santa Catarina. Desde sua criação ele está inserido na programação da Festa Nacional do Pinhão, sendo realizado no Parque Conta Dinheiro — conta Mário Arruda, coordenador do festival e um de seus idealizadores.

Quem era Aracy Paim, homem que sonhou com o sucesso da Festa Nacional do Pinhão

— Temos no primeiro dia a Sapecada da Serra Catarinense, com músicas exclusivamente de compositores catarinenses. Depois temos a noite de seletiva das composições nacionais. E por fim, na terça-feira, 26 de maio, a grande final do festival — comenta.

Continua depois da publicidade

Quando os olhos se voltam para o passado, confirma-se que o grande sucesso do festival era inevitável. Já em sua primeira edição foram mais de 500 composições inscritas.

— A vencedora em 1993 a composição Quero-Quero, Gralha Azul, de Jayme Caetano Braun, interpretada por Neto Fagundes — relembra Mário Arruda.

Festa do Pinhão: saiba tudo sobre uma das maiores festas gastronômicas do Brasil

Mário explica que além de servir como referência para o surgimento de outros festivais de música no Estado, comprovou-se que a Sapecada da Canção Nativa é fundamental para que as gerações futuras tenham uma identidade cultural, com raízes profundas na cultura e na história.

— Ela estimula nossos jovens a tornarem sua a nossa cultura. Faz com que esses mesmos jovens despontem como grandes compositores. E assim, vamos formando a cada ano novos semeadores da história nativista — disse Mário.

Continua depois da publicidade

O festival alcançou um reconhecimento muito grande, pois traz nas letras de suas canções a essência das coisas simples e puras do dia a dia serrano. É o retrato do cotidiano do povo que mora no sul do Brasil, sejam eles campeiros ou urbanos.

Concurso Nacional de Qualidade da Maçã Fuji movimenta São Joaquim

— Por conta disso, a Sapecada da Canção Nativa é considerada uma vitrine e recebe músicos e compositores de diversas partes do Brasil e de outros países. Somos orgulhosos do nosso festival, pois ele cumpre um de seus principais objetivos: Preservar nossas raízes culturais, despertando o interesse dos compositores, poetas, pesquisadores, professores e estudantes, para o valor dos temas nativos populares — destaca Mário.

Ao longo destes 30 anos, a Sapecada firmou-se como evento de destaque sendo apontada como o Melhor Festival de Música Nativista do Conesul em 1995. Em 1997, recebeu o “Troféu Vitória”, no Teatro São Pedro, em Porto Alegre, como destaque nos festivais de música nativa, só concedido até então aos festivais do Rio Grande do Sul.

E em 1998 recebeu também em Porto Alegre, o título de “Maior Festival Nativista do Sul do Brasil”, trazendo para Lages o Troféu Laçador, maior honraria dos festivais.

Continua depois da publicidade

Por que o festival se chama Sapecada

O nome Sapecada vem de um hábito típico da região serrana dos campos de Lages. É a forma mais primitiva do consumo do pinhão. Sapecar o pinhão significa assar o pinhão numa fogueira feita com grimpas (galhos) do pinheiro.

Quem são os jurados que vão avaliar as mais de 600 composições do Festival de Sapecadas

Na sapecada, o pinhão é lançado ao fogo e retirado após a queima das grimpas que é quando estará pronto para ser saboreado. Este nome foi dado ao festival para reforçar a lembrança deste hábito típico da região entre aqueles que cultivam as tradições.

Sapecadas da Canção Nativa para você conhecer

Que tal conhecer algumas composições que são sucesso e saíram do palco da Sapecada da Canção Nativa? Preparamos uma playlist para vocês já irem entrando na energia deste grande festival.

Quero-Quero, Gralha Azul

Letra de Jayme Caetano Braun, música de Talo Pereira e interpretação de Neto Fagundes. Campeã da 1ª Sapecada da Canção Nativa no ano de 1993.

Continua depois da publicidade

Princesa da Serra

Com letra e música de Ramiro Amorim e James Michel, interpretada pelo Grupo Gaitaço, essa maravilhosa composição é imortalizada como um hino para Lages. E na 1ª Sapecada da Canção Nativa, no ano de 1993, venceu como “Música mais Popular”.

Perdido num Baile de Fronteira

Com letra de Elton Saldanha, música do saudoso Luiz Carlos Borges, interpretada por Elton Saldanha e Ernesto Fagundes, este chamamé, foi o segundo lugar da 1ª Sapecada da Canção Nativa, em 1993, e até hoje embala muitos bailes.

Tropeiros

Com letra de Nilo Bairros de Brun e música e interpretação de Léo Almeida, essa “toada”, que é um hino da lida campeira, foi a grande campeã da 4ª Sapecada da Canção Nativa, no ano de 1996.

Canta Catarina

Não tem quem não conheça “Canta Catarina”, a grande campeã da 3ª Sapecada da Canção Nativa, no ano de 1995. Música, letra e interpretação de Elton Saldanha.

Continua depois da publicidade

Debulhando Pinha

Com letra de Zauri Tiaraju de Castro e música de Pedro Valdéras, esse lindo e eternizado “chamamé”, interpretado pelo Grupo Chimango, levou o segundo lugar na 6ª Sapecada da Canção Nativa, o ano era 1998.

Herdeiro do Contestado

Esse hino dos catarinenses foi o grande campeão da 10ª Sapecada da Canção Nativa, no ano de 2002. A composição tem letra de João Sampaio e Elton Saldanha, musicada e interpretada por Elton Saldanha.

Menina Escuta o Teu Cantor

Com letra de Sérgio Carvalho Pereira, música de Julian Gomes e interpretação de Lisandro Amaral, essa poesia em forma de música foi a grande campeã 21ª Sapecada da Canção Nativa, no ano de 2013.

Delicada

No ano de 2016, com letra de Sérgio Carvalho Pereira, música de Juliano Gomes, interpretada por Joca Martins e Ita Cunha, essa foi a grande campeã da 24ª Sapecada da Canção Nativa.

Continua depois da publicidade

Campereando

A campeã do ano de 1999, na 7ª Sapecada da Canção Nativa, foi a milonga Campereando com letra e música de Mauro Moraes, interpretada por Luiz Marenco, um dos artistas mais premiados da história da Sapecada.

Veja fotos de edições anteriores da Sapecada da Canção Nova


Leia mais

Projeto “QueroManinha” incentiva a arte da dança em Lages

Festa do Pinhão tem novidade na programação musical

Destaques do NSC Total