nsc
an

Calorão

Por que a sensação de calor em Joinville atingiu 61°C nesta quinta-feira

Cidade chegou a quase 40°C durante a tarde e umidade relativa do ar marcou 74%

04/02/2021 - 17h38 - Atualizada em: 04/02/2021 - 17h55

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Sensação de calor atingiu 61°C
Sensação de calor atingiu 61°C
(Foto: )

A combinação de temperatura alta somada à umidade relativa do ar fez o joinvilense sofrer na tarde desta quinta-feira (4): cidade atingiu 61°C no índice de sensação de calor

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

 O valor foi confirmado pela Epagri/Ciram e corresponde à intensidade do calor sentido pelas pessoas. Segundo metereologistas, além do predomínio de sol desde o início do dia, que favoreceu ainda mais a elevação da temperatura, o vento que soprou de noroeste na região durante boa parte do dia transportou o ar quente do interior do continente em direção ao município. 

Ainda conforme os especialistas, dias com temperaturas elevadas e taxas elevadas de umidade aumentam ainda mais o índice de calor sentido pela população. Dessa forma, pode-se dizer que esta é a explicação para a sensação elevada no município nesta quinta-feira.   

> Joinville terá que adotar medidas para reduzir mortes de animais na avenida Santos Dumont

A Epagri/Ciram ainda explica a diferença entre sensação térmica e índice de calor, comumente confundidos: para dias de verão, com temperatura elevada, o termo correto é índice de calor. Já para dias de inverno, o termo correto é sensação térmica.

O índice de calor é calculado levando em consideração a temperatura aparente do ar e a umidade relativa do ar. É parecido com a sensação térmica, mas que considera a temperatura e a velocidade do vento.

Essa sensação é resultande da temperatura aparente que o ser humano sente durante o dia, o que resulta justamente da combinação entre a temperatura real e a umidade relativa do ar.

O número surpreendente chega a 61°C por causa da temperatura de 39°C, associada a umidade relativa do ar de 74%. De acordo com a Epagri/Ciram, essa taxa de umidade não é muito comum durante a tarde. Com isso, a sensação de calor chega a índices comparados aos de regiões próximas a Linha do Equador, como as cidades do Norte do Brasil.

Em Joinville, a temperatura mais elevada já registrada e que bateu recorde na cidade foi de 42,9°C em outubro de 2020.

O que fazer em caso de calor:

- Beba muita água.

- Use protetor solar e reaplique a cada duas horas.

- Procure locais com ar-condicionado, mas evite o choque térmico saindo e entrando em ambientes quentes e frios.

- Se proteja com sombrinhas e bonés ao caminhar pelo sol.

- Evite andar sob o sol em horários entre 10 horas e 16 horas.

- Use roupas leves.

- Abuse de frutas, especialmente laranja, banana e melancia, que são ricas em sais minerais.

- As comidas muito pesadas devem ser menos consumidas, assim como as bebidas alcoólicas, que desidratam o organismo.

Leia também

> 22 cães são resgatados em Joinville em situação de maus-tratos

> Homem é preso suspeito de abusar sexualmente da enteada durante oito anos em Joinville

Colunistas