nsc
hora_de_sc

publicidade

Investigação

Possível rixa entre turista e traficantes traz nova versão a caso de gaúcho morto em SC

Jovem que conseguiu fugir antes de trio ser capturado já morou em Florianópolis e tem passagem por tráfico de drogas

08/01/2020 - 15h12 - Atualizada em: 08/01/2020 - 15h13

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Dunas do Siri
Comunidade do Siri, no Norte da Ilha de SC
(Foto: )

Um quarto amigo que estava com o trio de turistas capturado por traficantes na comunidade do Siri, no Norte da Ilha, em Florianópolis, no caso que terminou com a morte de um deles no último domingo (5), já tinha morado na Capital catarinense na mesma região em que o crime aconteceu e chegou a ser autuado por tráfico de drogas durante o período.

A informação foi repassada pelo delegado Ênio Matos, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, em entrevista na tarde desta quarta-feira (8). De acordo com Ênio, é possível que o jovem em questão tivesse uma rixa com os traficantes que capturaram o trio. Inicialmente, a polícia acreditava que os rapazes tivessem sido pegos por engano, após terem sido confundidos pelos criminosos.

— É possível que esse amigo que fugiu realmente tenha alguma ligação com os traficantes, pois ele tem passagem por tráfico de drogas em Florianópolis num período em que morou no bairro Ingleses — resumiu o delegado.

A Polícia Civil está em busca do paradeiro do jovem e pretende ouvi-lo assim que conseguir localizá-lo, informou ainda Ênio Matos.

— Ele conseguiu fugir antes que os outros três fossem pegos pelos traficantes. A informação que temos é que ele voltou para São Leopoldo (RS), onde mora — completou Ênio.

Relembre o caso

Segundo os primeiros relatos da Polícia Militar e da Polícia Civil, três turistas gaúchos foram capturados após terem sido confundidos por traficantes no último domingo (5) na comunidade do Siri, nos Ingleses. Os jovens teriam ido ao local para comprar uma porção de maconha, mas criminosos acharam que eles eram integrantes de um grupo rival. Um deles, Kennedy Maldaner Santos da Silva, de 20 anos, acabou morto pelos traficantes. O corpo dele foi encontrado na segunda-feira (6).

Kennedy
Kennedy Maldaner Santos da Silva, morto em Florianópolis
(Foto: )

Os outros dois turistas ficaram feridos, um levou um tiro no abdômen e o outro teve parte de dois dedos da mão esquerda cortados, mas conseguiram escapar. Os três eram de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, e passavam férias na Capital catarinense.

Ao menos seis pessoas são investigadas como autores da morte do turista gaúcho, todos eles ligados a um grupo que atua no tráfico de drogas na comunidade do Siri, mas nenhum deles foi preso até a tarde desta quarta. Conforme o delegado Ênio Matos, a polícia trabalha para localizá-los.

Leia também

Médico é agredido ao chegar para trabalhar em pronto atendimento de Florianópolis

Polícia não acredita em ligação com atuação profissional no caso de médico agredido em SC

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Polícia

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade