nsc
santa

Pandemia

Prefeito critica lockdown e diz que não cumprirá decretos: "Bombinhas está aberta a turistas"

Paulo Müller afirmou que não participará de "conluio"

18/03/2021 - 15h48 - Atualizada em: 19/03/2021 - 10h15

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Prefeito de Bombinhas, Paulo Müller, cumpriu agenda em Brasília
Prefeito de Bombinhas, Paulo Müller, cumpriu agenda em Brasília
(Foto: )

Repercute nas redes sociais um vídeo feito pelo prefeito de Bombinhas, no Litoral Norte de Santa Catarina, em que ele afirma que não seguirá decretos que imponham medidas restritivas para combater o coronavírus na cidade. Paulo Müller (DEM) termina a gravação dizendo que Bombinhas está aberta para receber turistas.

> Receba todas as notícias do Vale do Itajaí no seu WhatsApp. Clique aqui.

> Painel do Coronavírus: veja em mapa e dados por cidade como está a situação da pandemia

O vídeo de um minuto e meio foi feito no aeroporto de Brasília nesta quarta-feira (17) e publicado nas redes sociais do prefeito. Até a tarde desta quinta já havia mais de 58 mil visualizações, quase o triplo do número de habitantes. Usando como exemplo o espaço onde estava, repleto de viajantes à espera de voos, Paulo defendeu ser “demagogia” fechar determinados espaços e permitir o funcionamento de outros. 

> Fila de espera por UTIs em SC cresce 63% em duas semanas

— É uma demagogia muito grande, temos que fechar praias, espaços públicos e comércios e vê aberrações como essas, aeroportos completamente lotados. Bombinhas está e continuará aberta para receber turistas, e para que os empresários possam ganhar seu pão de cada dia — disparou.

O chefe do Executivo municipal também falou não querer estabelecer lockdown para não penalizar os comerciantes e pequenos empresários, que colaboraram desde o início da pandemia, segundo ele.

> Acompanhe dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

— Não irei cumprir nenhum decreto, os comerciantes precisam trabalhar. Não me chama para fazer parte desse conluio que eu não colaboro — criticou.

Paulo não especificou quais decretos não pretende cumprir. Nesta quinta-feira (18), uma reunião do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) deve definir novas medidas de enfrentamento ao coronavírus para todo o Estado, mas lockdown foi descartado.

Pandemia na região

Bombinhas, assim como todas as cidades catarinense, enfrenta a pior fase da pandemia, com hospitais lotados. Na região da Foz do Rio Itajaí, onde fica o município, 26 pessoas aguardam leitos de UTI, de acordo com dados do governo do Estado desta quarta-feira.

Até o momento 35 moradores morreram desde a chegada da pandemia e dos quase 3 mil contaminados, 32 são casos ativos.

Correção

Até as 11h15min desta sexta (19) o texto informava que eram quase 30 mil contaminados em Bombinhas. O erro de digitação foi corrigido. São 3 mil.

Colunistas