nsc
    an

    Saneamento básico

    Primeira estação de tratamento de esgoto de São Francisco do Sul é inaugurada; veja em vídeo como funcionará

    Demanda era antiga no município, que é um dos principais destinos turísticos da região justamente por ser uma cidade histórica

    16/06/2020 - 08h00 - Atualizada em: 16/06/2020 - 20h15

    Compartilhe

    Cláudia
    Por Cláudia Morriesen
    foto mostra parte da estação de tratamento
    Estação de tratamento começa a funcionar em São Francisco do Sul
    (Foto: )

    A primeira estação de tratamento de esgoto de São Francisco do Sul será inaugurada nesta terça-feira (16), com cerimônia virtual. A demanda para este serviço é antiga: em julho de 2001, o Ministério Público Federal já investigava a situação ambiental da cidade, que tem sua fundação datada de 1.658 e que, desde o século 20, é um importante destino turístico no Sul do Brasil. 

    Na região, o esgoto doméstico ainda era ligado clandestinamente à rede pluvial municipal, provocando a poluição das praias. A estrutura é fundamental para remover os poluentes da água previamente usada pela comunidade, de forma a devolvê-la aos mananciais hídricos de acordo com os parâmetros exigidos pelos órgãos ambientais. 

    A Estação de Tratamento de Esgoto Majorca (ETE Majorca) foi construída em 15 meses. Ela vai tratar cerca de 5 milhões de litros de esgoto por dia na baixa temporada e mais de 10 milhões no verão, quando em plena operação.

    Assista a um "tour" virtual durante a cerimônia de inauguração:

    Como a Estação de Tratamento irá funcionar De acordo com Victor Villela Aroeira, gestor operacional da Águas de São Francisco do Sul, a tecnologia a ser utilizada na Estação de Tratamento de Esgoto é de lodos ativados do tipo Aeração Prolongada através de Reator Sequencial em Bateladas (SBR). O sistema é mundialmente utilizado para o tratamento de despejos domésticos, em situações em que é necessária uma elevada qualidade do efluente tratado.

    Os efluentes chegarão na ETE pela estação elevatória de esgoto bruto, onde haverá gradeamento para sólidos grosseiros. Em seguida, serão direcionados para o tratamento preliminar, com a retenção de sólidos mais finos, areia e óleo. Após esta etapa, o efluente é direcionado para o reator SBR, que é combinado com tanque de aeração, onde ocorre a decantação e remoção biológica de nitrogênio e fósforo.

    Victor explica que a etapa de aeração consiste em manter uma grande quantidade de bactérias aeróbias em contato com a matéria orgânica presente nos despejos, promovendo a oxidação bioquímica destes poluentes. O oxigênio requerido para a manutenção do processo será garantido por difusores de ar de bolhas finas do tipo circular de membranas EPDM.

    A massa de bactérias é denominada lodo, que é mantido no processo. O sistema de tratamento SBR tem uma característica única: o fato de a recirculação de lodo ativado não ser necessária, pois permanece no tanque em todas as etapas do processo. A ETE Majorca conta com dois tanques SBR, que trabalharão de forma alterada e em diferentes etapas do ciclo do processo. Os líquidos clarificados gerados serão destinados para o tanque de contato para desinfecção e posterior lançamento do efluente. O lodo, por sua vez, é encaminhado para a prensa desaguadora para posterior destinação.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas