nsc

Alerta

Procon de Joinville alerta para golpes contra consumidores e pequenos comerciantes

Órgão se pronunciou diante da grande quantidade de denúncias recebidas diariamente

01/06/2021 - 17h37

Compartilhe

Jean
Por Jean Patrick
imagem boleto
Os golpes mais aplicados com boletos fraudados estão relacionados a pagamento de financiamento de automóveis e faturas de operadoras de telefonia
(Foto: )

O Procon de Joinville emitiu um alerta nesta terça-feira (1º) sobre golpes aplicados com boletos fraudados relacionados a pagamento de financiamento de automóveis e faturas de operadoras de telefonia.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

De acordo com o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor, a pessoa é lesada ao gerar um documento por meio de um site falso, ou ao acessar um link enviado por e-mail ou Whatsapp. A recomendação do órgão é que o consumidor não efetue o pagamento e entre em contato com a empresa. Cristiane Berger, gerente do Procon de Joinville que quando a pessoa paga um boleto falso, não salda a dívida original. O credor vai continuar tendo direito a receber, pois ele também está sendo vítima.

- Os fraudadores se utilizam das empresas idôneas para aplicar os golpes. Os sites e as faturas falsas são muito parecidos com os originais - alerta

Outro golpe comum atinge, principalmente, aposentados e pensionistas do INSS. Ao obter dados pessoais, bancos e instituições financeiras passam a procurar os beneficiários com insistência oferecendo crédito rápido e fácil.

Muitas vezes, o crédito é efetuado na conta bancária sem consentimento e o golpe só é identificado após o pagamento de várias parcelas, debitadas diretamente do benefício.

Para esses casos, Cristiane orienta as pessoas que sofrerem esse golpe que compareçam ao Procon munido de documentos como extrato bancário e extrato de benefícios do INSS.

- Vamos identificar a instituição financeira e realizar as ações administrativas cabíveis- disse.

As fraudes não atingem apenas os consumidores, mas também pequenos estabelecimentos comerciais. É o caso do antigo golpe das “listas telefônicas”, que agora ganhou nova roupagem.

Após aceitar divulgação que seria gratuita do seu negócio em um site de serviços, o comerciante recebe um contrato para autorizar a publicidade e, posteriormente, começam as cobranças pelo serviço. Esse tipo de contrato não tem validade jurídica e pode ser contestado pelo consumidor, basta procurar ajuda do Procon.

Fuja dos golpes:

- Nunca passe informações pessoais por telefone a pessoas desconhecidas, tais como números de CPF, CNPJ, endereço e dados bancários.

- Jamais informe senhas ou entregue chips de telefone e cartões de crédito a pessoas desconhecidas.

- Antes de assinar um contrato, leia o documento e se atente aos termos. Documentos assinados às pressas, na tentativa de não perder um “bom negócio”, podem se transformar em problemas futuros.

- Ao buscar a segunda via de boletos bancários, verifique se o site acessado é realmente o da loja, operadora, banco ou financeira contratada. Geralmente, os sites falsos apresentam algum caractere (letra ou número) diferente em seu endereço.

- Não acesse links enviados por Whatsapp de empresas e contatos desconhecidos. Dificilmente empresas idôneas enviam boleto por Whatsapp.

- Os cartórios não entram em contato avisando que a empresa será protestada.

O atendimento do Procon é realizado de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h, pelo Whatsapp 98815-3195, pelo e-mail atendimento.procon@joinville.sc.gov.br ou pelo telefone 151. Por esses canais, também é possível solicitar atendimento presencial, que deve ser agendado antecipadamente.

*Com informações da prefeitura de Joinville

Colunistas