As duas idosas mortas em uma enxurrada em Taió na noite desta quinta-feira (16) eram amigas e moravam na cidade do Alto Vale atualmente. Evanilda Comelli Rahn, 79 anos, é lembrada nas redes sociais por ser uma pessoa que se dedicava à confecção de bolos e cucas para festas de igreja, enquanto Rosa Maas é descrita como uma professora exemplar.

Continua depois da publicidade

Elas estavam no carro que afundou ao tentar atravessar uma área alagada. As duas foram resgatadas pelos bombeiros. Uma foi encaminhada a um pronto atendimento, mas não resistiu. A outra foi localizada pelos socorristas já sem vida.

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Pela internet, colegas e familiares lamentam a perda inesperada das mulheres. Ao se referirem à docente, amigos mencionam que Rosa “só fez o bem aqui na Terra” e que era uma pessoa maravilhosa, conforme escreveu Valesia Kolçava Patchwork Costurices.

“Nossos sentimentos à família. Não dá para acreditar. Uma grande pessoa e uma excelente professora. Descanse em paz”. também relatou Nadir Novack-Back.

Continua depois da publicidade

A idade de Rosa Maas não foi divulgada até a publicação desta reportagem. Apesar de ser natural de Presidente Getúlio, ela morava em Taió nos últimos tempos. Segundo a funerária, o corpo dela teve de ser levado pelo IML até Curitibanos devido às rodovias que foram afetadas pelas chuvas. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Rosa Maas era professora (Foto: Redes sociais, Reprodução)

Já Evanilda era chamada carinhosamente de Vani e considerada uma doceira de mão cheia. Amigos reforçam pelas redes sociais que a idosa era uma mulher “de coração bom” e que deixou um grande legado.

“Dona Vani era quem fazia os nossos bolos, cucas, tortas, sempre disposta a ajudar a comunidade nas festas. Não media esforços para ajudar a igreja. Taió perde uma grande pessoa”, contou Marlei Deluca Mario Sotopietra.

“Senhor, que triste! Grande amiga e companheira da mãe! Cresci ao lado da padaria dela! Muita luz para ela e força aos familiares!”, também escreveu Eliana Mary Fabris Dalmora.

Continua depois da publicidade

O corpo de Vani será velado na Capela Cristo Rei, em Taió. Dia e horário ainda não foram divulgados.

Evanilda tinha 79 anos (Foto: Redes Sociais, Reprodução)

Sobre o acidente

As idosas estavam no carro com outras duas pessoas quando o veículo submergiu em uma área alagada, por volta das 20h30min da última quinta-feira (16). Um senhor e uma senhora se seguravam nos galhos de uma árvore para não serem levados pela água no momento em que os bombeiros chegaram.

Conforme os socorristas, Rosa e Evanilda estavam inconscientes, uma com parada cardiorrespiratória e a outra presa no interior do automóvel. Um mergulhador e um guincho foram usados para fazer o resgate e elas acabaram não resistindo ao acidente.

Veja imagens do resgate

*Sob supervisão de Everton Siemann

Leia também

Comporta da barragem de José Boiteux é novamente fechada pela Defesa Civil

Rio do Sul enfrenta enchente maior do que a de outubro, diz Defesa Civil

Búfalos são levados por correnteza durante fortes chuvas em Presidente Getúlio

Destaques do NSC Total