nsc
hora_de_sc

PMF

Projeto cria rede de apoio para mulheres que convivem com pessoas com deficiência

“Cuidando Delas" conta com uma equipe de profissionais voluntárias de várias áreas, que atuam visando crescimento e acolhimento

30/03/2022 - 09h11 - Atualizada em: 30/03/2022 - 09h14

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
pmf
Encontro do grupo de apoio será em abril
(Foto: )

Elas são mães, irmãs, avós, esposas… Enfim, são mulheres, companheiras de vida de pessoas com deficiências físicas e mentais. Além disso, servem como verdadeiras fortalezas nas horas de necessidade; apoio para trilhar os momentos críticos da jornada que uma pessoa com deficiência pode passar; e como voz ativa na hora que não se pode calar. Mas, mesmo quem sempre cuida, precisa um dia ser cuidada. E foi pensando nisso que nasceu o projeto "Cuidando Delas", da Fundação Somar.

> Casarão Bento Silvério é reinaugurado na Lagoa da Conceição

O seu idealizador, Rafael Sartini Coimbra, coordenador de Políticas Públicas para Pessoa com Deficiência e Pessoa Portadora de Doença Rara da Prefeitura Municipal de Florianópolis, conta que percebeu a necessidade de ter um projeto assim quando presenciou a importância da atuação dessas mulheres no dia-a-dia das pessoas com deficiências.

— Um dos principais objetivos do projeto é criar uma rede de apoio às mulheres que convivem diariamente com pessoas com deficiência. Existem inúmeros projetos voltados para as pessoas com deficiência, mas poucos para cuidar de quem cuida — explica Rafael.

Encontro "Cuidado Delas"

No dia 13 de abril, acontecerá o primeiro encontro do projeto "Cuidando Delas”. A iniciativa é uma parceria entre a Fundação Somar, por meio da Coordenadoria para Pessoa com Deficiência e Coordenadoria da Mulher, com a Associação Fazer Mais, em Florianópolis. Além disso, conta também com a parceria de profissionais de diversas áreas, que contribuirão com o seu trabalho durante as ações.

Uma dessas profissionais é a psicóloga Natalia Félix, que explica que o trabalho de um psicólogo é extremamente importante para as mulheres que convivem com a pessoa com deficiência.

— O profissional da psicologia trabalha com técnicas e fundamentos teóricos baseados em ajudá-las a ressignificar suas experiências e também sua identidade para então construírem juntas uma identidade, norteada pelo fortalecimento emocional e humano guiando, suas ações necessárias em todas as áreas da vida, além da necessidade de cuidar de uma pessoa com deficiências —destaca Natalia.

O objetivo é que esse seja o primeiro encontro de muitos que serão realizados neste ano. A pretensão é que ocorra um encontro por mês, sempre na segunda quarta-feira de cada mês. Esses encontros serão gratuitos e promovidos pela Fundação Somar.

Para participar, entre em contato pelo WhatsApp da Fundação Somar e inscreva-se - (48) 98441 0217. O primeiro encontro irá ocorrer às 14h no auditório da Fundação Somar - Rua Padre Lourenço Rodrigues de Andrade, número 180, no bairro Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis.

As mulheres interessadas podem levar seus filhos ou as crianças com deficiência pelas quais são responsáveis ou prestam apoio, pois terá um espaço destinado às crianças enquanto as mães estarão no atendimento.

A previsão é que o encontro tenha duração de duas horas. A programação contará com palestra, roda de conversa e atendimento de beleza ao final do evento.

Fundação Somar

A Fundação Somar é uma rede solidária da Prefeitura de Florianópolis que conecta os cidadãos às Organizações da Sociedade Civil – OSCs de Florianópolis para realizar trabalhos voluntários de cuidado das pessoas, da comunidade e dos animais.

A Fundação tem como missão fomentar a cultura do trabalho voluntário organizado e de iniciativas sociais de impacto, valorizar a ação cidadã e participativa na cidade, capacitar os prestadores de serviço social e ser facilitador entre os cidadãos e as Organizações da Sociedade Civil para realizar trabalhos voluntários e receber doações, somando com a cidade.

Com a Fundação Somar, as pessoas podem oferecer ajuda voluntária para áreas com as quais se identificam. Além disso, a fundação acompanha o fundo de trabalho de cada uma das Organizações da Sociedade Civil envolvidas, assegurando a credibilidade e garantindo aos voluntários que sua ajuda será direcionada da maneira correta. Toda essa rede é exercida com capacitação. Tanto para as entidades quanto para os voluntários, que realizam cursos para participar dos projetos.

Leia também

1º Centro de Inovação Social em Florianópolis tem como foco o fomento de novos empreendedores com o olhar para a comunidade

Camerata Florianópolis promove concerto Pela Paz no Mundo

Colunistas