No próximo sábado (26), 52 alunos do Ensino Fundamental da rede pública de ensino participam do  <Lab_Code>, um projeto no Ágora Tech Park que ensina a desenvolver um jogo digital. Ao todo, 407 alunos estão inscritos no curso.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O evento é um entre as etapas que acontecerão ao longo dos quatro anos de curso para estudantes que estão do 6° ao 9° ano de 13 escolas públicas contempladas pelo programa. Ao final, os alunos saem com um certificado de participação.

O recurso usado para criar o game será o Scratch, uma ferramenta de programação visual. A intenção de todo o projeto é desenvolver as habilidades das crianças e aprofundar os conhecimentos para torná-las habilidosas em sistema de programação.

Para a responsável pela organização, Camilla Siedschlag Axt, a programação é um modo de aprender a se comunicar e expressar ideias.

Continua depois da publicidade

— Aprender a programar tem as mesmas razões que aprender a ler e escrever. Quando se aprende a ler e escrever, aprende-se a organizar, expressar e compartilhar ideias, e quando se aprende a programar, está aprendendo a organizar, expressar e compartilhar ideias em um outro formato — diz Camila.

A iniciativa é da Secretaria de Educação de Joinville com o apoio de movimentos de incentivo à inovação em Joinville, como o Join.Valle. Outros apoiadores são: Arcellor Mittal, Impulso Produções, Sicoob, Leonora Ventures e Univille. Na organização do projeto também estão o Ágora Tech Park e o FABLAB Joinville.

Etapas do projeto

A matriz curricular do curso no primeiro ano abrange a alfabetização digital, construção do pensamento lógico, introdução à linguagem de programação e a criação de jogos usando a plataforma Scratch.

No segundo, os conteúdos são voltados para a programação com a linguagem do Arduino/Micro Bit, com uma introdução aos circuitos eletrônicos e encerramento ao desenvolver um projeto criativo com funções específicas (motor, sensor, movimento e led).

Continua depois da publicidade

No ano três, os alunos estudam o java, javascript, html e desenvolvem um projeto de criação de aplicativo.

Por fim, no ano quatro, os estudos abordam a linguagem de programação Python, e como finalização, um projeto que deve envolver a resolução de um problema real da escola, com a obrigação de utilizar todos os conhecimentos adquiridos ao longo do curso.

*Sob supervisão de Lucas Paraizo

Leia também

Quais investimentos em energia elétrica estão em andamento em Joinville

Quadrilha é presa com drogas, carregadores de armas e documentos falsos em Joinville

Quadrilha desmascarada em SC lucrou milhões com tráfico de drogas por loja virtual

Destaques do NSC Total