nsc
dc

Morar Bem

Quais tecidos e materiais são utilizados na decoração de ambientes externos

Corda náutica e tecidos de acrílico são tendências para ambientes externos

28/06/2021 - 12h47 - Atualizada em: 30/06/2021 - 12h53

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
morar bem
É preciso estar atento aos tecidos e ao material selecionados para a decoração externa
(Foto: )

O ano passado foi marcado pelas reformas em casas e apartamentos. Se depender do avanço do mercado imobiliário e da pandemia, que trouxe um novo significado e maior proximidade da conexão com o lar, esse ano não será diferente.

Saiba como serão as moradias no Brasil na pós-pandemia

Neste cenário, dar uma atenção especial ao ambiente externo se tornou atrativo para muitas pessoas, principalmente em residencias com sacada, churrasqueira, piscina ou jardim.

Mesas, cadeiras, almofadas, espreguiçadeiras trazem um conforto adicional, mas alguns cuidados precisam ser tomados na hora de escolher a decoração para essas áreas. Com a umidade, sol, calor e erosão, alguns tecidos e materiais podem ser utilizados do lado de fora, enquanto outros tendem a estragar com mais facilidade.

Márcia Lopes Maurano, que é arquiteta e empresária franqueada da Saccaro, conta que usa principalmente dois tecidos para área externa: os náuticos e os que são 100% acrílicos. 

morar bem
O material náutico e o acrílico aparecem como tendência na produção desses móveis
(Foto: )

> Quatro dicas para preparar a casa para o inverno com poucas mudanças na decoração

Tecidos e tecnologia para área externa

Segundo ela, o 100% acrílico deixa a espuma do móvel respirar. Os tecidos desse tipo são mais laváveis e não desbotam. Nos náuticos, a espuma não respira, então se ela ficou na chuva o ideal é deixar escorrer bem a água para não estragar o material. 

— No náutico, mesmo quando chove e alguém quer sentar, basta passar um pano, o acrílico vai ter que ter um tempo de secagem. Ao mesmo tempo é mais prático, usamos também para barcos e hotéis. Ele tem um toque mais gelado, parecido com um couro sintético — conta Maurano.

A tendência, para Maurano, é utilizar nas áreas externas móveis com fibra sintética, madeira e corda náutica. Eles trazem um ar sofisticado e ao mesmo tempo rústico ao ambiente.

— A tecnologia permitiu isso, você olha o material e parece para a área interna. Só que são extremamente laváveis. Cada vez mais o conforto que temos dentro está indo para fora de casa. Hoje, temos uma linha toda estofada, com tecnologia, que traz todo esse aconchego e design para os ambientes externos. Esses móveis geralmente vêm com capa, aí você tira e coloca na máquina — destaca. 

morar bem
Para essa decoração, as cores neutras ganham destaque, valorizando os tons da natureza
(Foto: )

Sempre em busca de um ambiente externo com revestimento especial, alto desempenho, conforto e segurança, a arquiteta Jéssica Duarte indica os tecidos 100% poliéster ou os acrílicos, que são melhores e mais resistentes para essa finalidade.

— Uma coisa interessante para as pessoas observarem é se eles são, não somente resistentes à água, mas a raios ultravioletas — alerta a arquiteta.

Material dos móveis

Para os móveis, Jéssica Duarte orienta usar materiais de alumínio, nunca de ferro. No caso das madeiras, as mais resistentes exigem um tratamento especial com resina ou verniz. Esse tipo de proteção requer manutenção periódica, pois não adianta somente escolher a madeira com melhor qualidade e esquecer a proteção mais tarde.

— A corda náutica é tendência e vem sendo muito usada em móveis de áreas externas. Inclusive, as pessoas têm gostado tanto que estão trazendo para dentro também. A corda náutica é muito resistente e existe com base de nylon, ainda mais resistente que a de poliéster. Materiais com tramas mais artesanais são tendência também — afirma. 

Ambiente mais neutro

Acostumado a um ambiente externo dos pais ou avós cheio de cores e estampas? Para a arquiteta Jéssica Duarte, a tendência atual é justamente o contrário: abusar da neutralidade.

— Já vem sendo uma tendência a gente tirar um pouco da cor com tons mais neutros para ambientar, harmonizando com as cores disponíveis na natureza, como o azul do céu, o verde da vegetação... elas já estão presentes no ambiente e a gente pode valorizá-las ainda mais ao contrastar com as cores mais neutras – destaca a especialista.

Confira o especial Morar Bem

Leia também

Tendência dos home clubs cresce em tempos de pandemia

Florianópolis tem abrigo e hotel para moradores de rua durante o frio rigoroso

Colunistas