nsc
an

Mobilidade

Mudanças previstas para o trânsito de Joinville estão sem prazo para execução, diz prefeitura

Alterações estavam previstas para acontecer até fevereiro em ruas das regiões central, Oeste e Sul

17/08/2020 - 11h13 - Atualizada em: 21/08/2020 - 12h13

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Uma das mudanças previstas é no cruzamento da Ministro Calógeras com a JK
Uma das mudanças previstas é no cruzamento da Ministro Calógeras com a JK
(Foto: )

Quatro mudanças no trânsito de Joinville ainda continuam sem data para serem realizadas. A previsão inicial da prefeitura era efetivar as alterações até fevereiro de 2020, mas apenas as intervenções na avenida Beira-rio saíram do papel.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

As próximas mudanças serão no cruzamento das ruas Boehmerwald e Paulo Schroeder, no bairro Boehmerwald; nas ruas Guanabara, Santo Agostinho e Fátima, na zona Sul; na rua 15 de Novembro e marginais da BR-101, na zona Oeste; e nas ruas Ministro Calógeras e Getúlio Vargas, na região Central.

Segundo a prefeitura, as novas mudanças no trânsito ainda não têm data para acontecer. Elas serão realizadas após o município concluir a licitação para contratação de material para fazer as adaptações viárias necessárias, como o asfalto para alargamento das vias.

As mudanças foram definidas pela Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável (Sepud) a partir do monitoramento realizado pelo município em duas mil ruas da cidade. Elas são ranqueadas por meio de um critério de avaliação de criticidade, em que são medidos velocidade média, comprimento das filas, atraso médio das ruas e número de acidentes.

Após escolhido o ponto que deverá receber alguma alteração, são realizados estudos de tráfego com a contagem de veículos utilizando câmeras e drones. Os dados são inseridos em um simulador de tráfego que possibilita a simulação de diferentes propostas. A ferramenta possibilita medir o desempenho de cada proposta considerando diferentes formas de transporte.

Em reportagem publicada no AN em novembro do ano passado, o então secretário da Sepud, Danilo Conti, explicou que a redução na duração média de viagem para quem trafega em alguns trechos pode chegar a 71,32% após as novas mudanças. Além disso, também ajudará na redução da emissão de gases poluentes.

> Reforma da rodoviária de Joinville pode ser entregue apenas em outubro

Confira as mudanças:

Cruzamento da avenida Paulo Schroeder com rua Boehmerwald
Cruzamento da avenida Paulo Schroeder com rua Boehmerwald
(Foto: )

- Boehmerwald x Paulo Schroeder

Por mais que o fluxo de veículos não seja um dos maiores da cidade, o cruzamento da avenida Paulo Schroeder e da rua Boehmerwald gera longas filas ao longo do dia. O principal causador destas filas é o número elevado de estágios do semáforo – ou intervalos de tempo – instalado no cruzamento, os quais totalizam cinco estágios.

Proibição de conversão à esquerda: para resolver os problemas de congestionamento da região, serão proibidas as conversões à esquerda de todas as aproximações. Com isso, a quantidade de estágios semafóricos será reduzida para três, sendo um deles acionado apenas quando houver pedestres.

Abertura de alça de retorno: os veículos que desejam realizar a conversão à esquerda deverão realizar o retorno em duas alças que serão abertas na avenida Paulo Schroeder. Portanto, as conversões não poderão mais ser realizadas por meio do cruzamento, como é atualmente.

Confira na imagem como ficará a mudança:

Condutores não poderão mais realizar conversões da avenida para a rua Boehmerwald
Condutores não poderão mais realizar conversões da avenida para a rua Boehmerwald
(Foto: )

Com as alterações estima-se uma redução média no tempo de viagem de 71,3 % e redução de 127 toneladas/ano na emissão de gases poluentes. A alteração vai representar uma redução média de viagem de 363,3 segundos; 51.5 horas economizados no ano por ocupante de transporte; 71,32% de redução na duração média de viagem; R$ 8.359.885,88 de ganho em produtividade por ano e redução de 127,2 toneladas de emissão de gases ao ano.

Ruas terão alteração em corredores de ônibus, alteração de fluxo e mudanças em semáforos
Ruas terão alteração em corredores de ônibus, alteração de fluxo e mudanças em semáforos
(Foto: )

- Guanabara x Santo Agostinho x Fátima

Segundo o ranqueamento de vias, em setembro de 2019 a rua Guanabara era o ponto mais congestionado do município, principalmente no período da manhã no sentido bairro/Centro. Para a região estão previstas mudanças que visam dar mais fluidez no fluxo de entrada e saída do bairro, além de aumentar a segurança viária.

- Corredor de ônibus: o corredor de ônibus que, hoje, está no contra fluxo na rua Santo Agostinho, será invertido atendendo o fluxo bairro/centro. As linhas do transporte público que fazem o sentido centro/bairro utilizarão o corredor que será implantado nas ruas Graciosa, Nacar e Guanabara.

- Alterações em semáforos: com a retirada do contra fluxo será possível retirar dois estágios semafóricos no cruzamento das ruas Guanabara e Santo Agostinho. O semáforo ficará sempre aberto e irá fechar apenas quando for acionada a botoeira para travessia de pedestres.

- Desvio de fluxo para acesso ao Boa Vista: com o aumento da fluidez da rua Guanabara, haverá um aumento no número de veículos para acessar a rotatória do Parque da Cidade. Desta forma, todo o fluxo que deseja acessar ao bairro Boa Vista será desviado para a rua Araguaia, eliminando os congestionamentos na rua Santo Agostinho.

- Desvio de fluxo sentido Centro/Adhemar Garcia: o fluxo de veículos que segue no sentido Centro/Adhemar Garcia hoje trafega pela rua Guanabara até entrar na rua Fátima. Com as alterações, este fluxo será desviado na rua Padre Augusto e Marechal Luz. Desta forma, este fluxo que hoje passa por dois semáforos passará por apenas um.

Confira na imagem como ficará a mudança:

Mudanças previstas para as ruas Fátima, Guanabara e Santo Agostinho
Mudanças previstas para as ruas Fátima, Guanabara e Santo Agostinho
(Foto: )

Com as alterações propostas estima-se uma queda de 26% na duração média de viagem e uma redução de 59,8 toneladas/ano na emissão de gases poluentes. Com destaque para o fluxo bairro/Centro no período da manhã que deverá ter reduções superiores a 60% e no fluxo centro/bairro no período da tarde que reduzirá em mais de 50% a duração média de viagem.

Será proibido seguir reto na rua Ministro Calógeras
Será proibido seguir reto na rua Ministro Calógeras
(Foto: )

Ministro Calógeras x Getúlio Vargas

O cruzamento da avenida Juscelino Kubitschek e rua Ministro Calógeras gera filas em todos os sentidos ao longo do dia. Nos períodos de pico, há um agravante na rua Ministro Calógeras devido à obstrução dos ônibus que desejam sair da rua São Paulo e acessar a rua Ministro Calógeras.

- Alteração de sentido: será proibido seguir reto na rua Ministro Calógeras no sentido rua São Paulo para a Duque de Caxias. Para acessar a rua Duque de Caxias, os veículos deverão acessar a rua Doutor Plácido Gomes, rua General Sampaio, Ministro Calógeras e, em seguida, a Duque de Caxias. Os veículos com origem na rua Procópio Gomes deverão acessar a rua Duque de Caxias por meio da avenida Getúlio Vargas e rua Doutor Plácido Gomes.

- Novo semáforo: será implantado um semáforo na esquina da avenida Getúlio Vargas e rua Doutor Plácido Gomes.

Confira na imagem como ficarão as mudanças:

Motoristas deverão acessar a Duque de Caxias por meio da Dr. Plácido Gomes
Motoristas deverão acessar a Duque de Caxias por meio da Dr. Plácido Gomes
(Foto: )

As alterações trarão uma queda de 25% na duração média de viagem e redução de aproximadamente 44 toneladas/ano na emissão de gases poluentes.

Mudanças devem ocorrer nos acessos das marginais da BR-101, além da criação de binário na rua 15 de Novembro
Mudanças devem ocorrer nos acessos das marginais da BR-101, além da criação de binário na rua 15 de Novembro
(Foto: )

- Rua 15 de Novembro x BR-101

Segundo o ranqueamento de criticidade de vias do mês, a rua 15 de Novembro era o segundo trecho mais congestionado do município em setembro de 2019. As alterações previstas buscam diminuir a quantidade de conflitos existentes ao longo da rua 15 de Novembro, sendo principal deles a região sob o elevado da BR-101.

Mudanças na marginal da rodovia: serão fechados os fluxos da marginal Norte e Sul. Com isso, os fluxos Centro/Vila Nova e Vila Nova/Centro passarão sob o elevado sem nenhuma interrupção. Os fluxos que precisam realizar alguma conversão à esquerda deverão realizar o retorno em rotatórias adentrando a cidade. Desse modo, os veículos que estão vindo de Florianópolis pela marginal e desejam seguir sentido Vila Nova deverão acessar a rua 15 de Novembro sentido Centro, realizar o retorno em frente à Expoville e depois seguir pela rua 15 de Novembro sentido Vila Nova. Já quem vem de Curitiba e deseja ir sentido Centro de Joinville, deverá fazer o contorno na rotatória dentro do bairro Vila Nova e seguir pela rua 15 de Novembro. A implantação deste modelo deixará todos sentidos com fluxo livre, ou seja, não haverão pontos de parada.

- Criação de binário: também será implantado um binário entre a rua 15 de Novembro e a rua Arthur Baechtold, com a intenção de eliminar os conflitos existentes hoje na rua Tutóia, que acabou se tornando um dos principais pontos geradores de filas na 15.

- Novas faixas: será implantado duas faixas no sentido BR-101/centro, desde o elevado até o entroncamento da rua Presidente Campos Salles, ponto no qual a 15 de Novembro já possui sentido único.

Além da retirada da rotatória que, hoje, fica sob o viaduto, trecho da rua 15 vai receber binário
Além da retirada da rotatória que, hoje, fica sob o viaduto, trecho da rua 15 vai receber binário
(Foto: )

Confira na imagem como ficará a mudança:

Considerando estas alterações, estima-se um redução média de 55% na duração de viagem e redução de 107 toneladas/ano na emissão de gases poluentes. Com destaque para a redução de 78% na duração média de viagem no sentido Vila Nova/Centro no período da manhã e de 60% no sentido centro/Vila Nova no período da tarde.

Colunistas