nsc
santa

Luto

Quem eram as vítimas da tragédia no Alto Vale

Tragédia em Presidente Getúlio matou 18 pessoas; Rio do Sul e Ibirama somam três óbitos

21/12/2020 - 14h48 - Atualizada em: 22/12/2020 - 14h05

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Pâmela, Dieter, Lourdes, Francieli, Daniel, Ariel e Bruna morreram em Presidente Getúlio
Pâmela, Dieter, Lourdes, Francieli, Daniel, Ariel e Bruna morreram em Presidente Getúlio
(Foto: )

Famílias inteiras foram levadas pela força do temporal no Alto Vale do Itajaí e ao menos uma pessoa segue sem identificação até esta terça-feira (22). Ao todo, 21 pessoas foram encontradas mortas em Presidente Getúlio, Ibirama e Rio do Sul, vítimas da tragédia da última quarta (16). A maioria estava no bairro Revólver, em Presidente Getúlio, epicentro do fenômeno.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

O último nome confirmado foi de Walter Kloth, 87 anos. Ele, a esposa, a filha, o genro e a neta foram arrastados pela correnteza, que carregou a casa em que eles moravam. Apenas a neta e o genro conseguiram se segurar em uma estrutura no Centro da cidade e sobreviver. A filha, Vera Kloth, 48, foi enterrada na sexta-feira (18). 

> Tragédia em Presidente Getúlio: 20 fotos que mostram a destruição causada por temporal

O corpo de Vera foi velado ao lado de outras seis pessoas, todas da mesma família: Daniel Wiese, 44, a esposa Francieli Wiese, 34, o filho deles Ariel Wiese, 5, Dieter Wiese, 50, irmão de Daniel, Elsa Wiese, 82, mãe dos dois e Andrei Bozan, 28, neto dela.

Naquela sexta, Bruna Bozan, 27 anos, foi reconhecida pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) enquanto o marido, Andrei Bozan, era velado no salão paroquial de uma igreja luterana da cidade vizinha, Ibirama.

Além dos sete, outras duas pessoas da família Wiese sumiram na tragédia, Adriana Wiese e o filho Mateus, de 17 anos, foram encontrados na segunda-feira (21). Adriana era casada com Dieter. Os nove moravam na mesma rua no bairro Revólver.

> Sobreviventes relatam gritos de socorro e pessoas arrastadas pelas águas em Presidente Getúlio

Apenas a casa de Andrei permaneceu em pé. As de Daniel, Dieter e Elsa, que morava sozinha, sumiram em meio à lama. Conforme o prefeito Nelson Virtuoso, cerca de 80 imóveis ficaram completamente destruídos na cidade. Há 147 desabrigados e oito desalojados, de acordo com a Defesa Civil. 

Andrei e Bruna teriam saído no momento da chuva e acabaram levados pela força da água. Daniel chegou a pedir ajuda da varanda da casa, mas nada pôde ser feito. A única sobrevivente foi a filha de 13 anos, que conseguiu se agarrar a um muro.

Vítimas em Rio do Sul e Ibirama

Em Rio do Sul, Aldo Cava, 67, e Eduvina Vicentin, 79, foram vítimas do temporal. Em Ibirama, José Scaravonatto, 44, também foi encontrado morto. Nestas duas cidades, diferente de Presidente Getúlio, a Defesa Civil informou não haver desaparecidos.

Mortos em Presidente Getúlio

Até a noite deste domingo o IGP identificou os moradores do bairro Revólver, em Presidente Getúlio:

1 - Pâmela Tais Miranda, 19 anos, natural de Blumenau.

2 - Francieli Hamm Wiese, 34 anos, natural de Ituporanga.

3 - Ariel Wiese, 5 anos.

4 - Vera Kloth, 48 anos, natural de Presidente Getúlio.

5 - Alexia Correa do Nascimento, 19 anos, natural de Brusque.

6 - Daniel Wiese, 44 anos, natural de Presidente Getúlio.

7 - Dieter Wiese, 50 anos, natural de Presidente Getúlio.

8 - Elsa Hilma Wiese, 82 anos, natural de Presidente Getúlio.

9 - Lourdes Sehnem, 57 anos, natural de Presidente Getúlio.

10 - Lino Leopoldo Sehnem, 89 anos, natural de Imaruí.

11 - Andrei Rangel Bozan, 28 anos, natural de Presidente Getúlio.

12 - Bruna Ruseler Bozan, 27 anos, natural de Presidente Getúlio.

13 - Lucilla Sehnem, 83 anos, natural de Imaruí/SC.

14 - Alice Kloth, 78 anos, natural de Trombudo Central.

15 - Mara Rovena Zink, 66 anos.

16 - Adriana Suchara Wiese, 52 anos.

17 - Mateus Wiese, 17 anos.

18 - Walter Kloth, 87 anos.

Colunistas