As vítimas do deslizamento de terra que atingiu a BR-376, rodovia que liga Santa Catarina e Paraná, na segunda-feira (28) começam a ser identificadas pelo Instituto Médico Legal (IML) do estado vizinho. Até esta quinta-feira (1º), duas mortes foram confirmadas, ambas as vítimas eram motoristas de caminhão: João Maria Pires, de 60 anos, morador de São Francisco do Sul, no Litoral Norte catarinense, e Márcio Rogério de Souza, de 51 anos, morador do Paraná.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

As vítimas são:

O deslizamento ocorreu no início da noite de segunda-feira, por volta das 18h40min, na pista sentido Santa Catarina. O mesmo local já havia registrado outro deslizamento, de menor volume, durante o dia. Equipes trabalhavam no local e a pista havia acabado de ser liberada para tráfego. Conforme relatos, os veículos ainda estavam parados no local quando o deslizamento ocorreu. Parte dos veículos, inclusive, teria sido arrastada para fora da rodovia.

Caminhoneiro é a primeira vítima identificada da tragédia na BR-376

Continua depois da publicidade

Conforme a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, a previsão é de que o resgate demore dias para ser realizado. Ao menos seis caminhões e entre 10 e 15 veículos de passeio foram atingidos pelo deslizamento.

Ainda não é possível precisar o número de vítimas atingidas pelo deslizamento. Além das mortes, seis pessoas foram resgatadas com vida do local. A pista segue interditada em ambos sentidos. Equipes do Paraná e de Santa Catarina trabalham no local.

Busca por vítimas na BR-376 entra no terceiro dia com risco de desabamento de estrada

Quem são as vítimas

João foi uma das vítimas do deslizamento na BR-376
João foi uma das vítimas do deslizamento na BR-376 – (Foto: Redes sociais/Reprodução)

João Maria Pires

João Maria Pires, de 60 anos, foi a primeira vítima identificada do deslizamento de terra na BR-376. Caminhoneiro, ele era morador de São Francisco do Sul, no Litoral Norte catarinense. De acordo com a familiares, ele sempre transitava pelo trecho. O sepultamento ocorreu nesta quarta-feira (30) em São José dos Pinhais.

Marcio Rogerio de Souza

Márcio Rogerio de Souza, de 51 anos, foi identificado como a segunda vítima do deslizamento na BR-376. Caminhoneiro há mais de 30 anos, o morador de Curitiba (PR) voltava para casa no momento do acidente, conforme o que contou a família à CBN Curitiba. O último contato que ele fez com familiares foi enquanto aguardava a liberação da rodovia após o primeiro deslizamento na segunda-feira.

Continua depois da publicidade

Informações sobre o sepultamento da vítima ainda não foram divulgadas.

Veja o mapa que mostra o local do deslizamento

Leia também:

Vídeos mostram BR-376 alagada horas antes de grave deslizamento entre SC e PR

“Estou sem comer desde ontem”: motoristas ficam parados após interdição na BR-376

Prefeito escapa de deslizamento na BR-376: “Estamos vivos por livramento de Deus”

Destaques do NSC Total