Duas adolescentes e uma mulher adulta foram resgatadas pela Polícia Militar de Blumenau na tarde desta terça-feira (24). Elas contaram terem sido mantidas em cárcere privado por três homens e obrigadas a se prostituírem. Uma das vítimas conseguiu fazer contato com a família, que pediu ajuda.

Continua depois da publicidade

No local a PM prendeu o trio em flagrante. Na manhã desta quarta (25) eles aguardavam audiência de custódia, para a Justiça decidir se serão mantidos presos ou não.

> Clique aqui e receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

As garotas — de 15, 17 e 22 anos — disseram à polícia que são moradoras de Palmas, no Paraná, e vieram para Santa Catarina com a promessa de salários para fazerem programas sexuais. Porém, ao chegarem ao destino, uma casa na Itoupava Central, tiveram os celulares recolhidos, foram mantidas trancadas e não podiam deixar a residência.

Ao mesmo tempo, eram obrigadas a se prostituir, segundo relataram à PM.

Continua depois da publicidade

As amigas saíram do estado paranaense na sexta-feira (20) passada, o que indica que ficaram quatro dias sob o domínio dos três homens, um de 38 e dois de 24 anos. Elas contaram que o trio usava armas para ameaçá-las de morte e, assim, mantê-las no imóvel.

No começo desta semana, umas delas conseguiu pegar um celular escondido, fez contato com a família e contou o que estava acontecendo. A polícia identificou o local onde elas eram mantidas em cárcere e encontrou as vítimas assustadas e chorando.

Na casa a PM localizou ainda drogas, arma, munição, balanças de precisão, dinheiro e celulares. O trio preso vai responder por posse de arma, cárcere privado, favorecimento de prostituição de adulto e adolescente, associação criminosa e tráfico de drogas. 

De acordo com o delegado que registrou o flagrante, os homens negaram os crimes e disseram que estavam dando abrigo às garotas. O caso ainda será esclarecido pela Polícia Civil.

Continua depois da publicidade

Leia também

> O drama do homem que passou 35 dias preso por engano em SC: “Perdi minha dignidade”

> Aposentado perde fortuna em Taió, no Alto Vale do Itajaí, ao cair no conto de falsa caridosa

> Jovem morta em Rio do Sul pediu socorro antes de bater bicicleta contra muro

Destaques do NSC Total