publicidade

Chuvas em SC

Rio do Sul ainda tem 111 pessoas desabrigadas mesmo com queda no nível do rio

Expectativa no município é com a possível abertura das comportas da barragem de Taió, que está com 64% do reservatório cheio

02/06/2019 - 20h44 - Atualizada em: 02/06/2019 - 22h02

Compartilhe

Gabriel
Por Gabriel Lima
abrigo rio do sul
Famílias levaram diversos móveis para os abrigos de Rio do Sul
(Foto: )

Após a sexta-feira chuvosa e o fim de semana de estabilização, a segunda-feira (3) será de recomeço para muitas famílias no Vale do Itajaí. Com a previsão de melhora no tempo e queda no nível dos rios, as 30 famílias que ainda estão desabrigadas em Rio do Sul poderão voltar para suas casas. Para outras centenas de pessoas será também a possibilidade de calcular os estragos causados pelas chuvas dos últimos dias.

O município do Alto Vale foi o mais afetado pelo temporal da última passada, com moradores ilhados e casas inundadas por conta da enchente. O nível do rio começou a baixar ainda na sexta-feira e, com a diminuição da chuva, estabilizou ao longo do fim de semana. O número de abrigos diminuiu de seis para três e muitas famílias voltaram para casa, já que houve a liberação das residências.

Sem previsão de chuva, as 111 pessoas que ainda estão desabrigadas em Rio do Sul devem voltar para casa nesta segunda-feira. De acordo com a prefeitura, muitas ainda não deixaram os abrigos porque as residências não secaram o suficiente após o alagamento. Além da umidade, algumas casas estão sujas e sem condições para atividades como cozinhar e dormir, o que impede o retorno integral da família.

Nesse período, o nível do rio caiu de 7,55 m do meio-dia de sexta-feira para 5 m na medição das 20h deste domingo. Em média, a redução nas últimas horas foi entre 3 e 4 cm por hora. O estado atual ainda é de atenção e exige alguns cuidados da equipe da Defesa Civil, mas permite a limpeza das casas que estavam alagadas.

A tendência é que nem a abertura das comportas da barragem de Taió comprometa a situação em Rio do Sul. Como a estrutura estava com 18.23 m ocupados por volta das 18h de domingo, o que representa cerca de 64% da capacidade, a previsão era que as sete comportas fossem abertas a partir da madrugada de segunda-feira.

A prefeitura de Rio do Sul destaca que a liberação gradual da capacidade das barragens não irá afetar a recuperação do município após a enchente. A medida deve diminuir o ritmo de queda do nível do rio, mas é considerada importante para esvaziar os reservatórios emergenciais da região.

Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao portal, ler as edições digitais do DC, AN e Santa e aproveitar os descontos do Clube NSC. Acesse assinensc.com.br e faça sua assinatura.

Deixe seu comentário:

publicidade