Rio do Sul enfrenta uma nova enchente neste ano desde a noite desta terça-feira (11), quando o nível do rio passou dos 7 metros. São 84 desabrigados que procuraram ajuda em três pontos de assistência da cidade nas últimas horas. Em maio, o maior município do Alto Vale também passou por uma cheia do Itajaí-Açu.

Continua depois da publicidade

> Receba notícias do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

São cerca de 20 ruas já alagadas, conforme informações da prefeitura. Às 8h desta quarta-feira (12), o nível do rio estava em 7,37 metros, mas chegou a 7,43 às 3h. Apesar da diminuição, o estado é de alerta, já que há previsão de mais chuva até o fim da semana.

Até a manhã desta quarta havia 84 pessoas, de 23 famílias diferentes, em três abrigos montados em duas igrejas e uma sociedade recreativa. O levantamento de casas atingidas e outros estragos não foi divulgado até a primeira atualização deste texto.

Um motorista foi arrastado pela correnteza em Rio do Sul e foi salvo durante um delicado resgate dos bombeiros militares na madrugada desta quarta. O carro foi “engolido” pelas águas. O homem foi levado ao hospital.

Continua depois da publicidade

Alto Vale em alerta

De acordo com dados da Defesa Civil, na região de todo o Vale do Itajaí a chuva tem sido mais intensa no Alto Vale. Nas últimas 24h, conforme boletim das 8h, Witmarsum liderou a lista de maior volume acumulado, com 24 milímetros.

Em Taíó, o acesso a Mirim Doce e Santa Cecília estão fechados por conta da água acumulada nas pistas.

Leia também

Governo devolve à BR-470 os R$ 28 milhões cortados do orçamento

Prefeitura de Blumenau define período de férias coletivas na virada do ano

Destaques do NSC Total