A prefeitura de Rio do Sul confirmou neste sábado (18) a primeira enchente do ano na cidade, depois que nível do rio Itajaí-Açu ultrapassou a marca de 7 metros no sensor instalado na ponte Dom Tito Buss, entre os bairros Canta Galo e Jardim América. O patamar foi alcançado por volta das 18h.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Contudo, desde a manhã, várias ruas do município já registraram alagamentos por conta de enxurradas e da chuva forte. O município ainda não divulgou o número de desalojados. Seis abrigos estão acolhendo desabrigados (veja abaixo).

Os bairros mais atingidos até o momento são Santa Rita, Canoas, Bela Aliança e Taboão, com mais regiões podendo ser incluídas ao longo da noite e madrugada, já que o rio está em elevação. A cota de inundação permanece em 8,5 metros e a de atenção em 9,5 metros.

Bombeiros resgatam família ilhada em Rio do Sul; veja vídeo

Continua depois da publicidade

O nível do rio segue subindo por conta da chuva na região do Alto Vale. Segundo cálculos da Defesa Civil Municipal, o volume acumulado deve chegar a 200 milímetros entre sexta-feira (17) e sábado, superando as previsões iniciais. Até as 18h de hoje, a precipitação era de 157 milímetros.

— Devemos ter uma melhora no tempo ao longo do domingo, diminuindo a chance de chuva forte. E a semana começa sem volume significativo de precipitação, o que não deve causar graves problemas como em enchentes registradas ao final do ano passado — afirma o prefeito José Thomé.

Abrigos em Rio do Sul

  • Salão da igreja da comunidade Nossa Senhora do Rosário, no Taboão
  • Salão da igreja da comunidade São Sebastião, no Bela Aliança
  • Salão da comunidade evangélica Luterana, no bairro Bela Aliança
  • Sociedade Atiradores, no bairro Bela Aliança
  • Sede do Lions Clube, no bairro Progresso
  • Salão da comunidade São José Operário, no bairro Laranjeiras

Veja fotos das enchentes em Rio do Sul

Continua depois da publicidade

Chuvas no Alto Vale

Nesta tarde, os rios apresentaram elevação nas bacias do Itajaí-Açu e Itajaí-Mirim, segundo a Defesa Civil estadual. O nível no município de Vidal Ramos segue em elevação, em nível de atenção. Já na região de Brusque, o nível apresenta estabilidade, porém deve voltar a apresentar elevação nas próximas horas.

No fim da tarde, a Defesa Civil de Brusque informou que o Rio Itajaí-Mirim havia saído da calha nas imediações da Ponte Estaida. As projeções indicavam que o rio pode atingir 6m40cm após às 23h30, mantendo-se com nível alto até o início da manhã de domingo (19), quando deve chegar a 6m50cm.

Com esse nível em Brusque, é provável que ocorra alagamentos no Ema II e Santa Mônica, situado no Bairro Limoeiro, e também em alguns pontos dos bairros: São Luiz, Steffen, Bateas, Santa Rita, Santa Terezinha e Limoeiro, além do túnel do Terminal Urbano e o cruzamento com a rua Moritz Germano Hoffmann.

As chuvas também castigaram Presidente Getúlio, que segue em alerta para inundação gradual. A Defesa Civil municipal registrou 88 milímetros de chuva nas ultimas 24h na bacia central do rio dos Índios. A água já comecou a tomar conta das ruas no Centro e a cidade segue em alerta de inundação gradual na spróximas horas.

Continua depois da publicidade

Leia também

SC tem alerta laranja com até 120 mm de chuva neste fim de semana

Chuva torrencial em Presidente Getúlio provoca alagamentos e cidade tem alerta para enchente

Chuva causa alagamentos em Florianópolis; veja os pontos

Destaques do NSC Total