nsc
    santa

    Literatura

    Romance do escritor catarinense Marcelo Labes é reconhecido no Prêmio São Paulo de Literatura

    Obra foi premiada na categoria melhor romance de ficção de estreia

    11/12/2020 - 14h42

    Compartilhe

    Por Janaína Laurindo
    Marcelo Labes é natural de Blumenau
    Francisco Fresard
    (Foto: )

    Um dos mais importantes prêmios de literatura do país, o Prêmio São Paulo de Literatura, divulgou na última quarta-feira (9) a lista dos vencedores da edição 2020, entre as obras reconhecidas pela premiação está o romance ‘Paraízo-Paraguay’, do escritor catarinense Marcelo Labes. A obra lançada pela editora Caiaponte foi premiada na categoria melhor romance de ficção de estreia.

    O escritor blumenauense receberá um prêmio de R$ 200 mil e fala da importância do reconhecimento nacional:

    - Sobre a importância, creio que ela se dá em esferas: primeiramente, é um grande prêmio nacional concedido a um livro editado por uma editora independente; depois, é uma forma de mostrar ao restante do país que Santa Catarina existe e que produzimos literatura de qualidade por aqui.

    Em 2019, a escritora catarinense Daniela Stoll foi finalista do mesmo prêmio com seu romance ‘Do lado de dentro do mar’, da Editora Patuá. Também em 2019, Marcelo foi finalista do Prêmio Jabuti.

    > Catarinense Carlos Trilha, produtor de Renato Russo, fala sobre descoberta de canções inéditas do artista

    A cerimônia do Prêmio São Paulo de Literatura está prevista para março de 2021. A premiação deste ano contou com curadoria do escritor e colunista Ignácio de Loyola Brandão e da escritora e roteirista Ana Paula Maia, bem como dos críticos João Cezar de Castro Rocha e Martim Vasques da Cunha.

    Ainda sobre o prêmio, Marcelo destaca o valor de ter sua obra reconhecido em um ano de tantas dificuldades.

    - Enquanto autor que vive de literatura, é uma possibilidade de tentar esquecer o horror que foi 2020 e começar 2021 com alguma calma, alguma possibilidade de respiro para, claro, começar a escrever um novo livro.

    > “Na nossa juventude a gente fez coisas bem pensadas”, diz Sérgio Britto sobre a trajetória dos Titãs

    O romance ‘Paraízo-Paraguay’ fala da relação do sul do Brasil com a Guerra do Paraguai. Olga, uma anciã que está à beira da morte, começa a falar de suas memórias da Guerra do Paraguai e da história da imigração alemão no sul do Brasil, contada sem romantismos ou idealizações.

    Paraízo-Paraguay
    Paraízo-Paraguay
    (Foto: )

    > Toque de recolher, lei seca e restrições: as diferenças do combate ao coronavírus em SC e outros estados

    Colunistas