nsc
    dc

    Dados

    Santa Catarina pode ter queda nos casos de coronavírus em setembro, aponta projeção

    Secretário estadual de saúde, André Motta Ribeiro, apontou expectativa de desaceleração no próximo mês

    28/08/2020 - 08h00

    Compartilhe

    Por Carolina Marasco
    Homem com máscara no Centro de Florianópolis
    Homem com máscara no Centro de Florianópolis
    (Foto: )

    Setembro deve ser o mês de desaceleração da pandemia do coronavírus em Santa Catarina. Esta é a projeção do secretário estadual de saúde, André Motta Ribeiro, em entrevista à NSC TV, no Bom dia Santa Catarina nesta sexta-feira (28). De acordo com o secretário, a diminuição discreta de casos já é observada e pode continuar no próximo mês.

    Sobre o número de mortes no Estado, o secretário afirmou que é esperado que o quantitativo cresça e seja alto em uma situação de pandemia. - O quantitativo de óbitos faz parte da doença, infelizmente, mas devemos ter um quantitativo menor – disse o secretário em entrevista à NSC.

    > Estudo sobre coronavírus quer descobrir por que a morte não dá trégua a Blumenau

    Para reduzir os números de mortes e de infecções pelo novo coronavírus, o secretário afirmou que o governo do Estado está em busca de aumentar a testagem dos casos. Assim, com maior conhecimento dos infectados seria possível rastrear a proliferação da doença e planejar as ações de retomada das atividades.

    Os atuais leitos de UTI, de acordo com o secretário, são suficientes para o atendimento às vítimas de coronavírus. Sobre novos leitos, disse que a burocracia na compra de medicamentos e equipamentos acaba atrasando a abertura.

    > Em reunião com bronca pública em auxiliar, Pazuello diz que 'não existe fim no coronavírus'

    Governo deve responder ação do MP

    O governo do Estado discorda do Ministério Público na cobrança pela gestão estadual das políticas públicas de saúde. Para Motta, a determinação é contrária ao SUS e ele não vê que a ação traga resultados positivos ou diferentes dos que os atuais conquistados pea gestão dos municípios.

    Em abril deste ano, a Justiça determinou que o Estado deveria retomar a gestão das ações relacionadas à pandemia. 

    > Sem medidas restritivas, Joinville poderia chegar a 1,2 mil mortes por Covid-19 até dezembro, diz prefeitura

    Ou seja, para o secretário a gestão da pandemia deve continuar com os municípios e não teria diferença se o Estado assumisse essa responsabilidade. Ainda de acordo com ele, o Estado não regrediu no enfrentamento, pois o cenário atual não é mais considerado grave – pelo governo estadual – como era considerado nos primeiros meses de pandemia.

    O regramento do esporte amador, por exemplo, deve acontecer nas próximas semanas. O plano de retomada das atividades, como aulas e eventos, também deve estar em debate na semana que vem.

    > Menina de 16 anos é a mais jovem a morrer por coronavírus em Joinville

    De acordo com o secretário de saúde de SC, todas as atividades que precisam ser regradas estão sendo debatidas na administração. Motta disse que até poderia ter anunciado o regramento nesta sexta-feira, mas que a necessidade de resposta da ação do MP atrasou os trabalhos e estudos sobre as novas regras.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas