nsc
dc

Economia

Saque emergencial do FGTS liberado a partir de 15 de junho; saiba como consultar seu saldo

Governo irá liberar o valor primeiro para uso na conta digital, conforme calendário a ser divulgado pela Caixa

09/06/2020 - 08h16 - Atualizada em: 09/06/2020 - 08h58

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
aaaaa
Quem tem conta inativa com saldo suficiente, de empregos anteriores, poderá sacar
(Foto: )

O saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), de R$ 1.045, começa na próxima segunda-feira, 15 de junho. Trabalhadores com contas ativas ou inativas, que tenha saldo junto ao fundo, poderão sacar. 

> Santa Catarina é o Estado com menos beneficiários do auxílio emergencial no Sul do país

A Medida Provisória 946 libera a retirada do valor até 31 de dezembro, com o objetivo de fazer o dinheiro circular e movimentar a economia, que tem sofrido com a pandemia de coronavírus.

> Saiba o risco de contaminação por coronavírus nos bairros de Santa Catarina

Seguindo o mesmo método utilizado para pagar o benefício de R$ 600, a Caixa Econômica Federal informou que quem tem direito ao saque emergencial do FGTS também terá que esperar alguns dias depois do depósito para retirar o valor em espécie. Nesse período, o dinheiro só poderá ser usado para pagamentos e compras com débito virtual.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a medida evita aglomerações e filas em agências. "Isso ajuda muito, porque isso gera a bancarização de milhões de brasileiros. Dos 60 milhões que vão receber, mais de 20 milhões não têm conta em banco nenhum", afirmou.

> Fique atento: Golpe por WhatsApp promete saque imediato do FGTS e consulta ao fundo

O cronograma de saque do FGTS também terá como referência o mês de nascimento do trabalhador. Até a manhã desta terça-feira (9), a Caixa ainda não havia liberado o calendário de saques.

Como saber se eu tenho saldo no FGTS?

O saldo do FGTS pode ser consultado no site da Caixa. Lá, o trabalhador precisa fazer um cadastro, onde irá acessar todas as contas vinculadas ao seu CPF. Pelo celular, o acesso pode ser pelo app Caixa FGTS, disponível para Android ou iOS nas lojas de aplicativos.

* Com informações da Folhapress

Colunistas