A Secretaria de Estado da Saúde (SES) de Santa Catarina atualizou nesta quinta-feira (15) a situação da dengue no Estado. Com a atualização, subiu para oito o número de mortes pela doença: cinco em Joinville, uma em São Francisco do Sul, uma em Araquari e uma em Itajaí. Três mortes ainda seguem em investigação nos municípios de Itapiranga, Itapoá e Penha.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

O boletim também reforça que a curva de casos prováveis da doença continua alta no Estado. São 13.002 prováveis, em 175 municípios catarinenses — um aumento de 654,8% em relação ao mesmo período do ano passado, até a primeira quinzena de fevereiro.

Foram identificados 11.471 focos do Aedes aegypti em 207 municípios. Destes, 155 municípios são considerados infestados pelo mosquito transmissor da dengue, Zika e chikungunya.

Mapa dos municípios segundo a situação entomológica (Foto: Dive SC, Divulgação)

— Estamos trabalhando desde o ano passado em ações de prevenção juntamente com os municípios. Os casos aumentaram em todo o país e nós estamos em alerta — destaca a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto. Segundo ela, devem ser repassados R$ 5 milhões aos municípios para as ações de combate.

Continua depois da publicidade

— Ao apresentar febre, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele é importante procurar por um serviço de saúde para receber informações para tratamento — salienta João Augusto Brancher Fuck, diretor de vigilância epidemiológica de Santa Catarina.

Veja quais os sintomas da dengue e como evitar focos do mosquito

Leia também

SC fica de fora da primeira remessa de vacinas contra a dengue

São Francisco do Sul registra primeira morte por dengue e Norte de SC tem maioria dos óbitos

“Explosão” de casos de dengue nas primeiras semanas de 2024 acende alerta em SC

Destaques do NSC Total