nsc
dc

Saúde

SC não divulga dados sobre Covid há três dias; Estado culpa ataque hacker

Invasão aconteceu na sexta-feira (10) e sistema ainda não foi restabelecido

13/12/2021 - 10h37 - Atualizada em: 13/12/2021 - 15h29

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Sistema do Ministério da Saúde segue fora do ar desde sexta-feira (10)
Sistema do Ministério da Saúde segue fora do ar desde sexta-feira (10)
(Foto: )

Os dados relacionados a Covid-19 em Santa Catarina estão defasados há três dias. O governo do Estado culpa o ataque hacker aos sistemas do Ministério da Saúde. A invasão aconteceu na sexta-feira (10) e nesta segunda-feira (13) a pasta ainda trabalha para restabelecer o sistema em sua totalidade.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Em nota publicada na noite de domingo (12), o Ministério da Saúde afirmou que completou o processo para recuperar as informações dos brasileiros vacinados contra a Covid-19. Segundo a pasta, não houve perda de informações.

Mesmo assim, a página do Ministério da Saúde e o ConecteSUS — plataforma que registra os dados sobre a vacinação — seguem com instabilidade. A Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Pública investigam o caso.

Como consequência do ataque, os dados sobre a vacinação em Santa Catarina não são atualizados desde sexta. Na página do Vacinômetro, plataforma da Secretaria de Estado da Saúde (SES) que exibe dados sobre a imunização, uma mensagem alerta sobre a defasagem.

“Considerando o ataque hacker sofrido pelos sistemas do Ministério da Saúde, os dados do vacinômetro/SC poderão apresentar atraso na sua atualização”, diz o texto.

O superintendente de Vigilância em Saúde (SUV), Eduardo Macário, explica que os registros de vacinação de Santa Catarina são feitos no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (Sipni), uma plataforma federal afetada pelo ataque hacker.

— Todos os municípios devem registrar neste sistema ou, caso usem sistemas próprios, devem integrar suas bases com o Sipni. O Estado segue a determinação federal, e utiliza o Sipni — diz Macário.

Vacinômetro de Santa Catarina está desatualizado
Vacinômetro de Santa Catarina está desatualizado
(Foto: )

Vacinação não foi interrompida 

Ainda na sexta, a Dive orientou que os municípios de Santa Catarina seguissem vacinando contra Covid. Para registrar a imunização, a orientação do Estado, foi que fossem preenchidos prontuários físicos. As informações devem ser inseridas no sistema virtual quando ele for restabelecido.

No Brasil, dez estados seguem divulgando dados sobre a vacinação mesmo após o ataque hacker. As informações são Consórcio de veículos de imprensa, que compila dados diariamente sobre a vacinação. 

Um deles é São Paulo. O Estado atualizou e divulgou informações sobre os vacinados na noite de domingo. 

Leia também 

Quarto caso da ômicron no Brasil é confirmado em paciente que não viajou ao exterior

SC tem todas as regiões no nível de risco mais baixo para Covid pela primeira vez

Sem Conecte SUS, veja como fica a vacinação contra a Covid nas principais cidades de SC

Colunistas