nsc
    hora_de_sc

    Tratamento da Covid-19

    Santa Catarina recebe 250 monitores para equipar UTIs para pacientes com Covid-19

    Aparelhos enviados pelo Ministério da Saúde serão instalados junto aos respiradores

    17/07/2020 - 05h04

    Compartilhe

    Por Márcio Serafini
    Monitores multiparâmetros irão equipar as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) juntamente com os respiradores pulmonares
    Monitores multiparâmetros irão equipar as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) juntamente com os respiradores pulmonares
    (Foto: )

    Santa Catarina recebeu nesta quinta-feira (16) um lote com 250 monitores multiparâmetros enviados pelo Ministério da Saúde. Os aparelhos irão equipar as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) juntamente com os respiradores pulmonares adquiridos pelo Estado da empresa catarinense WEG para atender a pacientes com quadro grave provocado pelo coronavírus.

    > SC atinge 75% de ocupação de leitos de UTI, pior índice registrado na pandemia

    > SC tem 49,7 mil casos de Covid-19 e 588 mortes

    O material está no centro de distribuição da Secretaria da Saúde e o envio para hospitais ocorrerá diante da avaliação do cenário epidemiológico da região e manifestação de interesse dos hospitais em ampliar UTIs.

    O secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, explica que esses monitores, juntamente com os ventiladores, permitirão ampliar os leitos de UTIs. 

    - Nestes 121 dias de enfrentamento, Santa Catarina já conseguiu ampliar em 70% a capacidade de leitos UTI para o combate à pandemia - destacou o secretário.

    Há uma semana, em entrevista a Mário Motta no Notícia na Manhã, o secretário de Saúde de Florianópolis, Carlos Alberto Justo da Silva, disse que a falta desses monitores impedia a instalação de 35 leitos de UTIs no município. Nesta semana, o Estado prometeu instalar 20 deles até esta sexta-feira (17).

    > Técnicos da Saúde recomendam ao governo nova quarentena em SC

    > Mapa interativo mostra a evolução do coronavírus em SC

    Além dos monitores, Santa Catarina receberá medicamentos para o kit intubação adquiridos por compra internacional do governo federal. A mercadoria, produzida no Uruguai, será distribuída pelas Forças Armadas, deve suprir as necessidades dos hospitais pelo período de 20 dias.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas