nsc
dc

Pressão

SC tem 19 pessoas à espera de leito de UTI na rede pública de saúde

Região do Grande Oeste é a que concentra o maior número de pacientes que aguardam por uma vaga nos hospitais catarinenses

02/06/2022 - 14h55 - Atualizada em: 02/06/2022 - 17h37

Compartilhe

Caroline
Por Caroline Borges
Luana
Por Luana Amorim
Lotação dos leitos de UTI preocupa o Estado
Lotação dos leitos de UTI preocupa o Estado
(Foto: )

Santa Catarina tem 19 pessoas a espera de um leito de UTI na rede pública de saúde nesta quinta-feira (2). São sete crianças e 12 adultos que aguardam por uma vaga. Atualmente, a taxa de ocupação no Estado é de 96,95%, com 1.017 dos 1.049 ocupados. 

Receba notícias do DC via Telegram

A maioria dos adultos na fila de espera está no Grande Oeste: cinco pessoas esperam na região. Já os demais estão no Vale do Itajaí (3), Foz do Itajaí (3) e Meio-Oeste (1). A Secretaria de Estado da Saúde (SES), no entanto, não divulgou as doenças de quem aguarda pela vaga. 

> Prefeito de Florianópolis descarta obrigatoriedade de máscaras nas escolas

Nesta quarta-feira, a taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto estava em 96,77%, com 750 leitos ocupados. Desses, 30 eram por pacientes com Covid-19. 

Mapa mostra a situação dos hospitais em SC
Mapa mostra a situação dos hospitais em SC
(Foto: )

Em relação as crianças, sete aguardam por um leito de UTI junto a Central Estadual de Regulação de Internações Hospitalares (CERIH). Destes, seis têm problemas respiratórios. 

A região sul de SC é a que tem o maior número de pacientes, com três. Depois vêm a Grande Florianópolis, com um, Vale do Itajaí, com dois, e a Foz do Rio Itajaí, com um. 

Nas UTIs pediátricas a taxa de ocupação é de 97,92%, com apenas dois leitos disponíveis. No Neonatal é de 97,19%, com apenas cinco vagas livres. 

O Estado deve decretar nesta semana situação de emergência devido à pressão no sistema de saúde. O documento deve valer por até 90 dias e vai permitir que o governo tenha mais agilidade na reestruturação do sistema de Saúde, como em compras e contratações, e no apoio direto aos municípios com novas ações de combate e prevenção às doenças respiratórias.

Leia também: 

Florianópolis amplia vacinação contra gripe para público em geral na próxima segunda-feira

SC terá medidas restritivas se não avançar na vacinação

Emergências de SC seguem com sobrecarga, e pacientes relatam demora: "Não deram previsão"

Colunistas