nsc
dc

Educação

SC tem 4 entre as 100 instituições de ensino superior com melhores notas do MEC; veja a lista

UFSC é a única delas a ter conceito 5, o máximo do Índice Geral de Cursos, que avalia a qualidade na oferta de graduação e pós-graduação

24/04/2021 - 06h00

Compartilhe

Cristian Edel
Por Cristian Edel Weiss
Clarissa
Por Clarissa Battistella
O IGC avalia anualmente a qualidade dos cursos de graduação e pós-graduação oferecidos nas instituições
O IGC avalia anualmente a qualidade dos cursos de graduação e pós-graduação oferecidos nas instituições
(Foto: )

Santa Catarina tem 4 entre as 100 primeiras instituições de ensino superior do país com notas mais altas no Índice Geral de Cursos (IGC) do Ministério da Educação (veja a lista completa mais adiante). O IGC avalia anualmente a qualidade dos cursos de graduação e pós-graduação (mestrado e doutorado) oferecidos em universidades, centros universitários, faculdades e institutos tecnológicos das redes pública e privada. A edição divulgada nesta sexta-feira, 23, diz respeito à situação avaliada em 2019 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao MEC.

> Quer receber notícias de SC por WhatsApp? Inscreva-se aqui

> UFSC planeja vestibular presencial para o segundo semestre de 2021

As quatro instituições de Santa Catarina que se destacam nesta edição apresentam IGC contínuo (a nota detalhada) entre os 100 mais elevados do país. O resultado final do IGC é dividido em cinco faixas pelo MEC, que variam de 1, a nota mais baixa, a 5, o conceito máximo.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é a única do Estado a apresentar o conceito máximo, 5, tendo como IGC contínuo 4,14. A instituição está entre as 15 universidades do país a obter a figurar na faixa máxima e tem o 4º maior IGC contínuo entre as universidades federais, atrás somente das de Minas Gerais (UFMG), do Rio Grande do Sul (UFRGS) e de São Paulo (Unifesp).

As demais 3 instituições de ensino superior de Santa Catarina que estão entre as 100 com maior IGC contínuo são todas privadas: o Centro Universitário Sociesc de Blumenau (IGC contínuo 3,92 e conceito 4), Faculdade Sociesc de Florianópolis (IGC contínuo 3,62 e conceito 4) e Centro Universitário Facvest de Lages (IGC contínuo 3,60 e conceito 4).

> SC reduz restrições em praias e amplia horário de bares e restaurantes; veja o novo decreto

> Previsão da Educação para vacinar professores surpreendeu Carmen Zanotto

No total, 24 das 85 instituições catarinenses avaliadas pelo IGC 2019 receberam conceitos 4 e 5, considerados pelo Ministério da Educação com bons e ótimos. A maioria (49) recebeu conceito 3, considerado satisfatório. Foram 12 as instituições que receberam nota 2 ou 1 do MEC.

Entre as universidades públicas, a Universidade do Estado de Santa Catarina obteve IGC contínuo de 3,55 e conceito 4, e a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) teve 3,35 de IGC contínuo e conceito 4.

Maioria das instituições federais tem IGC 4 e 5 no Brasil

Das 106 instituições de educação superior públicas federais com o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) 2019, 71% atingiram os conceitos 4 e 5 do indicador. Os resultados foram calculados para 2.070 instituições.

Do total de instituições que participaram desta edição, 1.801 (87,1%) são privadas e 269 (12,9%), públicas. A maioria (73,1%) é composta por faculdades, seguida dos centros universitários (15,6%) e das universidades (9,4%).

Por fim, estão os institutos federais e centros federais de educação tecnológica, que, juntos, representam 1,9% das instituições de ensino com o índice atribuído nesta edição. A concentração na faixa 3 abarcou mais da metade das instituições avaliadas (63,77%).

Quanto às 1.507 faculdades com IGC, 83,4% delas ficaram nas faixas igual ou acima de 3. Já quando se trata dos 326 centros universitários, o percentual correspondente às três faixas de maior desempenho é de 98,5% (321).

> SC vai vacinar contra Covid idosos a partir dos 60 anos com novas doses recebidas

No caso das 197 universidades, 99% (195) alcançaram desempenho nas faixas de 3 a 5. Dos 40 institutos federais e centros federais de educação tecnológica, 26 ficaram na terceira e 14 na quarta faixa do IGC.

IFSC é o melhor instituto federal do país

Com 19 cursos avaliados, o IFSC atingiu o conceito 4 e obteve a melhor classificação entre os institutos federais do país. 

O índice tem relação direta com o ciclo avaliativo do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que mensura, entre outros aspectos, o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação.

Não é a primeira vez que o IFSC se destaca na classificação do IGC. Desde que a instituição se transformou em Instituto Federal em 2008 e passou a ser considerada no IGC dessa forma, o IFSC já conquistou a melhor nota entre os Institutos Federais nos anos de 2010, 2011, 2012 e 2018.

Estados e regiões com melhores resultados

Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte apresentaram os melhores resultados no IGC 2019, obtendo, respectivamente, 9,2%, 6,7% e 4,2% de suas instituições de educação superior com faixa 5 no indicador.

Na segunda maior faixa do indicador, Rio Grande do Sul (39,4%), Ceará (33,3%) e Distrito Federal (30,6%) foram os que alcançaram, proporcionalmente, o maior número de instituições com IGC.

> Ondas da Tempestade Potira são risco até para navios gigantes; entenda por quê

Em valores absolutos, o Sudeste apresentou o maior número de instituições com faixa 5. Já no Sul, destacam-se, com conceitos nas faixas 4 e 5 do IGC 2019, os estados do Paraná (48) e do Rio Grande do Sul (46).

O que é o IGC

O cálculo matemático para chegar ao IGC leva em conta os seguintes aspectos: a média do CPC, considerando o último ciclo do Enade como referência; a média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu, atribuídos pela CAPES na última avaliação trienal; e a distribuição dos estudantes entre as diferentes etapas de ensino superior (graduação ou pós-graduação stricto sensu).

Leia também

Pesca de tainha em SC começa em 1º de maio com regras contra Covid-19

Painel do Coronavírus: confira a evolução da pandemia em SC

Colunistas