nsc
    dc

    Rede pública

    SC tem a pior taxa de ocupação em leitos de UTI da pandemia do coronavírus

    Estado passou o índice de 75% da ocupação total dos leitos de UTI

    21/07/2020 - 04h00 - Atualizada em: 21/07/2020 - 10h58

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    Cristian Edel
    Por Cristian Edel Weiss
    Há municípios, como Joinville, com vagas de UTI lotadas
    Há municípios, como Joinville, com vagas de UTI lotadas
    (Foto: )

    A taxa ocupação dos leitos de UTI em Santa Catarina cresceu gradativamente desde o início da pandemia do novo coronavírus, mesmo com a ampliação de mais de 500 vagas na rede hospitalar pública. Nessa segunda-feira (20), o índice chegou a 75,8% entre pacientes com covid-19 e pessoas com outras enfermidades, e superou, mais uma vez, os números anteriores. 

    > Confira dados atualizados por cidade no Painel do Coronavírus

    O levantamento da NSC é baseado em dados oficiais divulgados diariamente pelo governo do Estado, via Secretaria de Estado de Saúde. Os números são os mesmos encaminhados diariamente ao Ministério da Saúde.

    Dos 1.376 leitos mantidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 429 estão ocupados por pacientes em tratamento de covid-19, com confirmação ou suspeita da doeça. 

    Desse total, 229 pessoas fazem uso de aparelhos de ventilação mecânica para conseguir respirar. 

    Os outros 200, mesmo em estado grave, não fazem uso respiradores.

    Leia também: Whindersson Nunes é fotografado na casa da nova namorada, em Blumenau

    Confira o aumento diário em leitos de UTI

    Ocupação por regiões

    As regiões com os piores índices nessa segunda-feira são a do Vale do Itajaí, onde 83,8% das vagas estão ocupadas, e a do Sul do Estado, onde a taxa chega a 83,23%. No Vale, onde 93 pacientes estão hospitalizados em terapia intensiva, a situação piorou em relação ao domingo (19). Já no Sul, onde há 45 pessoas internadas, o índice reduziu.  

    > Aumentam os casos de Covid-19 em Joinville; dois hospitais têm UTIs 100% ocupadas

    Outras regiões que tiveram aumento da ocupação foram a da Foz do Itajaí, que tem 59 pacientes, a do Norte, onde estão hospitalizadas 83 pessoas, além da Serra e do Meio-Oeste, que somam, juntas, 34 enfermos. Já a região da Grande Florianópolis teve uma baixa nessa segunda, com 78 pacientes internados em UTI. 

    > Conselho da UFSC vota medidas para retomada, mas calendário segue indefinido

    Veja como está cada região

    Grande Florianópolis 75,93% - 78 pacientes.

    Vale do Itajaí 83,80% - 93 pacientes.

    Foz do Itajaí 78,72% - 59 pacientes.

    Norte 76,55% - 83 pacientes.

    Serra e Meio-Oeste 64,80% - 34 pacientes.

    Oeste 65,69% - 37 pacientes.

    Sul - 83,23% - 45 pacientes.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas