A repercussão de casos do Jogo da Baleia Azul — espécie de gincana com tarefas como assistir a filmes de terror, acordar de madrugada, desenhar baleias, criar inimizades e se automutilar — motivou a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre a emitir uma nota nesta quarta-feira. A pasta alerta para que pais e mães observem o possível comportamento incomum de seus filhos.

Continua depois da publicidade

Leia mais:

Suicídio de jovens: casos de automutilação são frequentes e acendem alerta

“13 Reasons Why” e o suicídio de jovens: o que especialistas veem de positivo e de negativo na série

Cláudia Laitano: precisamos falar sobre Hannah

Continua depois da publicidade

Confira os principais sinais destacados pela SMS:

– falas sobre morte e suicídio, mesmo que indiretamente, como vontade de “sumir”, “desaparecer”, “ir embora”;

– isolamento (afastar-se da família, dos amigos);

– perda do interesse em atividades que costumava fazer;

– perda do interesse nas pessoas;

– mudanças no hábito de sono (insônia ou aumento das horas dormindo);

– mudanças dos hábitos alimentares (perda ou aumento de apetite);

– irritabilidade, crises de raiva;

– piora no desempenho escolar, recusa a ir à escola;

– comportamentos autodestrutivos (automutilação, uso de álcool e drogas, exposição a situações de risco);

– ter tentativas de suicídio anteriores.

A nota ressalta que a Capital dispõe de dois plantões de Emergência em Saúde Mental com atendimento 24 horas, localizados no Centro de Saúde Vila dos Comerciários e no Centro de Saúde IAPI, com fluxo de monitoramento dos casos e de garantia de recebimento pós-atendimento de emergência dos pacientes nas Equipes Especializadas de Saúde da Criança e do Adolescente e nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps).

Conforme a prefeitura, o Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), ligado à Polícia Civil, e o Ministério Público foram acionados e estão em alerta. Ações conjuntas estão sendo organizadas.

Continua depois da publicidade

Contatos do Deca: 2131-5708 (em horário comercial), 0800-6426400 ou pelo WhatsApp (51) 98418-7814

Destaques do NSC Total