O segundo dia da prova do Enem 2022 começou neste domingo (20), às 13h30min, em todo Brasil. Em Florianópolis, a abertura dos portões teve corrida para não perder a prova, alunos com marmitas recheadas de lanches, além de estudantes ansiosos para terminar a prova e ver o resultado do primeiro jogo da Copa do Mundo no Catar.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Uma das grandes preocupações dos jovens que prestam o exame é o que levar para comer, já que a prova é extensa. A Gabriela Saturno dos Santos, 19 anos, estava muito bem preparada para fazer a prova em prédio da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em uma bolsa, ela levou nuggets vegano, batata smile, bolinhos, amoras e uma garrafa bem grande de água. Ela conta que é a segunda vez que faz a prova, anteriormente foi para treinar. A expectativa dela é acertar mais da metade em todas as áreas.

Gabriel Rolim, de 18 anos, está terminando o Ensino Médio e estava fazendo a prova no Instituto Estadual de Educação de Santa Catarina. Ele escolheu a camiseta do time manezinho Avaí para o segundo dia do Enem. Ele conta que só não está “ligando” para o fato de perder a abertura da Copa porque não é o Brasil que está jogando.

— Se fosse [o Brasil], aí seria mais difícil — diz Gabriel.

Continua depois da publicidade

O estudante deseja fazer o curso de Direito na UFSC. Segundo ele, a preferência é passar em uma federal e junto com o Enem, ele estudo para a prova da universidade que acontece em dezembro deste ano. Mesmo assim, ele não descarta a possibilidade de utilizar a nota para tentar alguma vaga no Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

Enem em Florianópolis tem ansiedade na porta, lancheira reforçada e aposta sobre redação

Com o mesmo sonho de chegar ao ensino superior, Felipe Matar e Isabelle Spaniol, 17 anos, são colegas e estavam juntos aguardando o momento de iniciar a prova no Instituto Estadual de Educação de Santa Catarina. Felipe deseja cursas Tecnologias da Informação e Comunicação, no campus de Araranguá da UFSC. Ele, inclusive, critica o fato da capital Catarinense não ofertar esse curso: “é um desperdício Floripa ser uma capital tecnológica tão ampla e não ter”. Já Isabelle estava tremendo de nervosismo e afirma que gostaria de estudar Cinema. Ela comenta sobre a metodologia de avaliação do Enem, a Teoria de Resposta ao Item, em que as questões são classificadas em fácil, médio e difícil.

— Os professores focam muito na estratégia de prova do Enem. Agora tem a TRI, né? Então auxilia muito quando a gente não sabe a resposta ou está em dúvida. Então, além dos conteúdos que são passados, a gente aprende como aplicar eles para a prova especificamente — conta Isabelle.

Menos de 5% dos inscritos para o enem 2022 em SC se declararam pretos e indígenas

Se muitos estudantes almejam a vaga na universidade pela primeira vez, outros tentam um novo curso. É o caso de Ana Carolina Silva, de 22 anos, que é estudante de Farmácia da UFSC e tenta uma vaga em Medicina, o curso mais concorrido nas faculdades.

Continua depois da publicidade

–– A minha expectativa está bem alta, já que eu tenho estudado bastante para essa prova do Enem. E como eu já estou na faculdade, muitos conteúdos eu já tinha visto ao longo do ano –– conta Ana Carolina.

Ela comenta que está mais tranquila para a prova e avalia, pelo primeiro dia de prova no último domingo (13), que as questões estavam mais acessíveis do que em anos anteriores.

Mais de 80 mil estudantes fazem Enem em SC neste domingo; saiba tudo sobre a prova

Porém, nem todos os alunos chegaram com antecedência nos locais de prova. No último minuto antes do fechamento dos portões, uma aluna foi flagrada correndo enquanto recebia uma torcida para que conseguisse entrar a tempo nos portões do Instituto Estadual e Educação de SC (IEE).

Veja o vídeo da aluna atrasada em SC para o Enem 2022

Leia também

Funcionário baleado no McDonald’s pede indenização de R$ 830 mil

Enem 2022: ausência cresce em SC e 21 mil estudantes faltam no primeiro dia de prova

Destaques do NSC Total