nsc

Cuidado

Sequelas da Covid-19 impactam volta às atividades físicas

Especialista chamou a atenção para importância de uma avaliação médica antes da volta às práticas esportivas

20/10/2021 - 12h58

Compartilhe

Jota
Por Jota Deschamps
Médico aponta importância de uma avaliação antes da volta à prática esportiva pós-Covid.
Médico aponta importância de uma avaliação antes da volta à prática esportiva pós-Covid.
(Foto: )

Com o avanço da vacinação e a diminuição no número de casos da Covid-19, é natural que as rotinas sejam retomadas gradualmente. Entre esses hábitos comuns, está a prática de algum esporte ou atividade física em geral. Em entrevista à CBN Joinville nesta quarta-feira (20), o médico ortomolecular e especialista em medicina desportiva, João Branco, fez um alerta especial para quem testou positivo para o novo coronavírus, sobre a importância de buscar um acompanhamento especializado e só retornar às praticas após uma avaliação médica. 

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Algumas pessoas podem desenvolver sequelas que implicam em perda de potência e resistência para a prática esportiva. Segundo o especialista, a comunidade médica tem adotado, por padrão, solicitar exames complementares e até mesmo teste ergométrico para investigação completa antes de expor o paciente a qualquer desgaste provocado por uma prática esportiva. 

— A gente tem estudado muito o bloqueio hormonal [...]. Isso dificulta muito a pessoa voltar de uma maneira "eficaz" após a doença — comentou Branco.

Segundo o médico, esse sequela chamada de bloqueio androgênico, é a diminuição da produção dos hormônios, principalmente dos androgênicos, dentre eles, a testosterona. Durante a atividade física, a testosterona melhora a performance, ajuda na queima de gordura e tem efeito termogênico na dose fisiológica, tanto em homens quanto em mulheres. Com esse bloqueio, é natural que a pessoa fique cansada mais rápido do que ficava em outras atividades antes da Covid-19. 

Os impactos causados pelo vírus variam de acordo com cada organismo, o novo coronavírus atinge todos os gêneros e idades da mesma forma. O especialista aponta, porém, que pessoas com mais idade e que se cuidam mais, reagem melhor no pós-Covid do que jovens com menos idade e que acabam não se cuidando. Por isso o alerta é feito para todas as idades, a atividadade física é uma importante aliada para manter a saúde em dia.

O doutor João Branco ainda ressaltou que apesar de serem acometidos da mesma forma, homens e mulheres tem efeitos diferentes após o período de contato com o vírus.

— Os dois gêneros foram acometidos de maneira igual. Só que o homem tem níveis de produção de testosterona a mais do que a mulher, e esse bloqueio [na produção] causa mais desconforto no sexo masculino, no ânimo, raciocício, cognição — apontou.

Apesar de todos os efeitos negativos da pandemia, o médico apontou que há de se tirar lições positivas deste período. Para ele, a importância de dar atenção e investir em si mesmo é um dos pontos a se destacar deste momento. 

— A palavra comorbidade passou a ser mais conhecida e a partir do momento que a gente tenta melhorar o organismo pra ter respostas às doenças assintomáticas, como hipertensão, diabetes, as pessoas foram mudando, é um fator positivo [...]. A população tem se conscientizado mais e procurado atividade física — comentou.

Abaixo, confira a entrevista completa do médico ortomolecular e especialista em medicina desportiva, João Branco, ao CBN Mais. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h ao meio-dia, com Jota Deschamps, Fernando Gonçalves e Rodrigo Zimmermann.

Colunistas