nsc
    nsc

    Investe mais

    “Sigo otimista com o cenário de renda variável”, diz Celson Placido, novo CIO da Warren 

    Referência no setor, o executivo fala sobre modelo baseado em taxa única e a evolução 3.0 na área de investimentos

    26/01/2021 - 14h52 - Atualizada em: 01/02/2021 - 12h36

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Celson Placido, CIO da Warren
    (Foto: )

    Com 20 anos de atuação no mercado financeiro e após passar por diferentes modelos de negócio, desde bancos, plataformas de investimentos com comissionamento até modelo de consultoria com fee based, o recém chegado Chief Investmen Officer na Warren, Celson Placido, afirma que o modelo baseado em uma taxa única é um modelo sem conflito de interesse e o mais transparente, onde o cliente sabe quanto está pagando e sabe que o consultor está recomendando o melhor produto. Para o carioca de 45 anos, casado e pai de três filhos, essa é a evolução 3.0, o futuro que já é o presente. Na entrevista a seguir, Celson ousou afirmar que nossos leitores que já atuam nesse segmento não vão querer ficar de fora desse movimento... Ou vão?

    >> Sensacionalismo no mundo dos investimentos: como diferenciar profissionais corretos de fraudes

    Como você vê o cenário econômico mundial hoje e como isso afeta os investimentos?

    Após um ano extremamente difícil, com o início de uma pandemia e uma grave crise econômica, temos dois principais efeitos positivos em 2021. O primeiro é a introdução de campanhas de vacinação. A economia vê isso com boa expectativa e confiança. Com as vacinas, a população mundial tende a elevar a confiança, a enxergar um cenário de melhora. Em segundo lugar temos os bancos centrais injetando dinheiro nas economias, com juros baixos e muitas vezes juros reais negativos e emissão de moedas. Isso faz com que os investidores precisem buscar maiores retornos, nesse caso a relação risco x retorno, e a busca por ativos de renda variável. Sem querer me estender muito, mas preciso dizer que, temos um cenário de liquidez global, com economias já apresentando crescimento econômico. A vacinação acelerará esse processo de melhora da confiança, gerando maior consumo e isso tende a se refletir nos ativos de maior risco, nesse caso renda variável. O cenário externo é positivo para ativos de risco.

    Existe um trilhão de reais na poupança no Brasil, apesar das pessoas saberem que não é o melhor investimento. Então, como a Warren pode ajudar a guiar essas pessoas a investirem melhor?

    Através da Educação financeira, entendendo o perfil do investidor, seus objetivos e metas, e mostrando que investimento não é um bicho de sete cabeças, mas algo que devemos conhecer para alcançarmos os nossos objetivos. Muita educação e muita tecnologia auxiliarão nessa jornada. E mostrando, através de números e dados, que temos produtos com o mesmo grau de risco da poupança, porém com maior rentabilidade.

    Celson Placido, CIO da Warren
    Celson Placido, CIO da Warren
    (Foto: )

    Quais são as suas expectativas, como especialista, para o mercado financeiro nos próximos anos, a partir de agora?

    Sigo otimista com o cenário de renda variável, por ter maior liquidez e busca por retorno. Só analisarmos a taxa Selic, está em 2% ao ano. E a inflação oficial medida pelo IPCA atingiu 4,52%, ou seja, a sua, a minha, a nossa inflação foi mais elevada do que isso, e com juros a 2%. O investidor que não tomar risco, perderá o poder de compra, diferente do que ocorreria no passado, com juros reais positivos, agora, temos juros reais negativos. Vale lembrar a importância na diversificação de uma carteira, mesclando o perfil e os ativos dentro dela. Além é claro da avaliação dos objetivos e prazos.

    Como foi a decisão de ir para a Warren, depois de ter atuado em diferentes instituições do mercado financeiro?

    A Warren possui um modelo alinhado com o meu pensamento. Eu iniciei minha carreira no mercado financeiro em bancos de investimentos, passei por vários, eram o que chamamos de mono produtos, só ofereciam os produtos da própria marca, depois fui para uma instituição

    com uma plataforma de investimentos aberta, oferecendo os mais diversos produtos, o que chamamos de Evolução 2.0. Agora, temos a Warren (evolução 3.0), um modelo extremamente transparente, onde o cliente sabe quanto está pagando, com total alinhamento entre o cliente e o consultor, como ocorre em diversos países, como EUA e Inglaterra, por exemplo. Eu mesmo montei a minha consultoria no ano passado, pois acredito que esse é o melhor modelo e a Warren é o local perfeito para ajudar o brasileiro a investir melhor e com total transparência e a tecnologia como ferramenta.

    Qual será seu maior desafio na Warren?

    Difícil enumerar o maior desafio. Mas eu adoro desafios, sou movido por eles e quando o Tito (Tito Gusmão, CEO da Warren) e a equipe me convidaram, fiquei bem feliz com a oportunidade de contribuir com algo que já é fantástico, que já possui um ambiente muito bom de trabalho e que é transparente com o cliente. Mas responderia essa pergunta dizendo que é consolidar a marca da Warren no top of mind do cliente, como uma marca de investimentos, consultoria, transparência e tecnologia. Quando o cliente lembrar da Warren, poderá lembrar disso.

    De que forma, com a sua experiência, você pretende ajudar a Warren a alcançar a meta de R$ 15 bilhões de ativos sob gestão?

    Através do desenvolvimento e estruturação de equipes no segmento de análise, gestão e alocação. Com novos produtos, pensar fora da caixa, com mais informação, mais educação, atingindo mais gente, sem essa de financês e nem economês. Uma linguagem clara e objetiva.

    A Warren é uma empresa com pouco mais de quatro anos no mercado, isso para você é uma motivação a mais?

    Isso me agrada bastante, pois por ser nova, não possui vícios, uma cultura em formação, todos dispostos a crescer, ajudar, compartilhar. E isso é muito importante para o desenvolvimento da empresa.

    Como você pretende trabalhar para expandir a área de gestão e criar a área de investimento?

    Eu estou conversando com cada profissional da área de gestão, mas também estou vendo outros profissionais que podem auxiliar no processo de amadurecimento da equipe. Após o anúncio da minha ida para a Warren, alguns profissionais do mercado já me procuraram perguntando sobre os próximos passos. Sobre a área de análise e alocação, já temos umas pessoas que julgo que são peças importantes na montagem de uma equipe vencedora e que amam desafios. Em breve, teremos novidades.

    Para finalizar, o que você diria para quem está iniciando nesse mercado e deseja começar um portfólio de investimento na Warren?

    Conheça e entenda o seu perfil como investidor, ou seja, o quão tolerante a risco você é. Planeje seus investimentos e faça aportes constantes, e conte com a Warren para auxiliar você nessa jornada, com os seus objetivos de curto, médio e longo prazos. Utilize a tecnologia a seu favor e a nossa consultoria que atua de forma clara, objetiva e transparente.

    Para encontrar soluções práticas para os seus investimentos, acesse o site da Warren e veja as estratégias que se enquadram ao seu perfil, contando com o suporte de profissionais atualizados e qualificados.

    Acesse o canal Investe Mais e leia conteúdos sobre soluções financeiras e investimentos

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas