nsc
santa

Esporte

Surfista de Itajaí representa o Brasil no Mundial de Surfe Adaptado nos EUA

Considerado o terceiro melhor do mundo na categoria, atleta vai disputar o Mundial pela quinta vez

08/10/2021 - 08h51

Compartilhe

Por Giulia Machado
Figue Diel
Figue Diel
(Foto: )

O surfista Figue Diel, 47 anos, da Praia Brava, em Itajaí, foi convocado para o Campeonato Mundial de Surfe Adaptado que ocorre em Pismo Beach, Califórnia, nos Estados Unidos. O atleta tem deficiência visual e vai disputar a categoria entre os dias 6 e 11 de dezembro.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

Essa será a quinta vez que Figue, que foi vice-campeão em 2020, disputa o Mundial. Em 2020, a competição registrou recorde de participação, com mais de 20 países representados.

No campeonato, os surfistas são reunidos nas categorias de acordo com as deficiências. Figue representa o Brasil entre os que têm deficiência visual total. São avaliadas tanto as manobras como a força, a flexibilidade, o equilíbrio e a coordenação dos atletas.

O campeonato funciona no esquema de equipes. Os surfistas competem em categorias individuais e somam pontos para o país representante. A federação com maior total de pontos de cada atleta conquista a primeira colocação na competição.

O atleta Figue Diel

Figue é natural de Torres, no Rio Grande do Sul, onde começou a surfar. Os planos foram interrompidos por um acidente de trânsito aos 16 anos, em que ele ficou cego.

Apesar da deficiência, o atleta continou com os esportes, e hoje é professor de ioga, faixa preta em jiu-jitsu e escalador de rochas, considerado o primeiro deficiente visual a escalar no Yosemite National Park, na Califórnia.

Junto com o pai, João Nirto Diel, reativou a escola de cães-guia Helen Keller, em Balneário Camboriú, para proporcionar a outros cegos a oportunidade de ter esse suporte.

O atleta tem participado do Mundial de Surfe Adaptado desde 2016, e conquistou três vezes o vice-campeonato. Atualmente é considerado o terceiro melhor surfista do mundo na categoria.

Figue representa o Brasil na categoria dos surfistas com deficiência visual total
Figue representa o Brasil na categoria dos surfistas com deficiência visual total
(Foto: )

Leia também

Surfe em Florianópolis: Praia Mole vai receber etapa do WQS em novembro

Água-viva gigante é encontrada em Itajaí, veja fotos

Senado vai discutir leilão do Porto de Itajaí e fim da autoridade municipal

Falta de estrutura do Aeroporto de Blumenau atrapalha serviços de saúde e aviação executiva

Colunistas