Um dia após ser preso, o suspeito de apedrejar e estuprar uma mulher, em Jaraguá do Sul, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva na tarde desta quarta-feira (21). O advogado da vítima, Felipe da Silva Carlos, defendia que a Justiça tomasse essa decisão. O crime aconteceu na noite da última segunda-feira (19). 

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Conforme Felipe, a vítima sofreu diversas lesões na cabeça após ser agredida com pedras e socos. Ela, inclusive, recebeu dez pontos após cirurgia. Além disso, a mulher, de 32 anos, teve lesões na costela, no peito e no pulmão, local onde tomou uma facada. O estado de saúde dela é grave, mas considerado estável. 

— Ela chegou a romper o músculo do peito devido à força que ela fez, à luta que ela teve com o autor do crime. A luta de quem queria sobreviver. Uma luta intensa — ressalta o advogado. 

Continua depois da publicidade

Ainda segundo Felipe, se passaram sete minutos entre a vítima ligar para o marido pedindo socorro e o homem cometer a violência. 

— Ela estava na autocola, ligou pro marido dizendo que estava sendo perseguida. E o marido foi atrás dela. E foi um tempo de sete minutos até tudo acontecer. Quando o marido conseguiu localizar ela, já tinha acontecido essa tragédia aqui em Jaraguá do Sul.

Relembre o caso

Um homem de 21 anos foi preso na manhã desta terça-feira (20) após estuprar uma mulher, de 32, no Centro de Jaraguá do Sul. O crime aconteceu na noite da última segunda-feira. Além da violência sexual, ele teria dado socos e pedradas na cabeça da vítima, além de joga-la de uma ponte para dentro de um riacho.

De acordo com o delegado Leandro Mioto, responsável pelo caso, a mulher estava caminhando na Coronel Procópio Gomes de Oliveira, depois da autoescola, quando foi atacada pelo homem. Ela chegou a ligar para o marido ao suspeitar que estava sendo seguida, mas o companheiro não chegou a tempo. 

Continua depois da publicidade

— Ele não conhecia ela. Alegou que tinha usado drogas e que não se lembra de algumas coisas — finaliza.

Leia também

Polícia resgata quase 30 aves silvestres presas em cativeiro em SC

Após lucrar R$ 1,5 milhão, estelionatário foragido do Pará é preso em Joinville

VÍDEO: Câmera flagra casal de idosos fazendo compras com cartões furtados em SC

Destaques do NSC Total