nsc
    hora_de_sc

    Feminicídio

    Suspeito de matar mulher com corte no pescoço em Florianópolis é preso no RS

    Homem é ex-namorado da vítima e caso é tratado como feminicídio

    16/10/2020 - 06h32 - Atualizada em: 16/10/2020 - 06h37

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Prisão suspeito feminicídio em Florianópolis
    Suspeito foi preso na tarde desta quinta-feira (15), na cidade de Charqueadas, no Rio Grande do Sul
    (Foto: )

    O homem suspeito de matar uma mulher com um corte no pescoço em Florianópolis foi preso nesta quinta-feira (15) pela polícia na cidade de Charqueadas, no Rio Grande do Sul. O crime, tratado como feminicídio, aconteceu no último dia 4 de outubro.

    > Suspeitos de integrar organização criminosa são alvo de mandados de busca e prisão em São José

    Vanessa Souza de Borba, de 24 anos, foi encontrada morta pelo próprio pai dentro da casa onde ela morava no bairro Rio Vermelho, no Norte da Ilha. Além do corte do pescoço, a vítima estava com a boca coberta por um pano.

    Segundo a Polícia Civil, o homem preso é ex-namorado da jovem. A Polícia Civil pediu a prisão preventiva dele depois de concluir as investigações que o apontaram como autor do crime.

    O homem foi preso na tarde desta quinta, em trabalho integrado entre as polícias civis de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Conforme a polícia, o suspeito já responde a processo criminal no Rio Grande do Sul por prática de violência doméstica contra uma ex-namorada.

    De acordo com o delegado Gustavo Kremer, da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami) da Capital, as investigações não deixaram dúvidas de que o caso se tratava de um feminicídio, quando as razões da morte envolvem violência doméstica e familiar ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

    > Florianópolis tem ampliação nos horários de ônibus

    Conforme Kremer, o investigado já vinha apresentando comportamentos de ciúme e de perseguição em relação à vítima. A mulher morta em Florianópolis não possuía nenhum registro de boletim de ocorrência contra o ex-namorado, informou ainda o delegado.

    A ação que culminou com a prisão do suspeito teve ainda o apoio do Centro Integrado de Operações de Fronteira do Ministério de Justiça e Segurança Pública, do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional do Tribunal de Justiça de SC (TJ-SC) e da Brigada Militar do RS.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas