nsc
hora_de_sc

Mobilidade urbana

Tarifa do transporte coletivo não terá reajuste em Florianópolis em 2022

A partir de fevereiro a recarga do cartão poderá ser feita de forma online; no último domingo do mês os ônibus terão tarifa zero

29/12/2021 - 10h07 - Atualizada em: 29/12/2021 - 12h39

Compartilhe

Camilla
Por Camilla Martins
Por André Zanfonatto
Transporte coletivo em Florianópolis
Anúncios foram feitos na manhã desta quarta-feira
(Foto: )

A tarifa do transporte coletivo convencional não será reajustada em Florianópolis em 2022. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (29) pelo prefeito Gean Loureiro (DEM), durante uma coletiva de imprensa onde também foram anunciadas medidas de incentivo ao uso dos ônibus. 

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Segundo Gean, itens como combustíveis serão custeados pela prefeitura e o objetivo é diminuir a circulação de carros na cidade.   

— A nossa expectativa é que, de um número de usuarios de aproximadamente 3,2 milhões, nós possamos chegar a cinco milhões. Se tivéssemos o reajuste técnico apresentado, de quase 20%, nós perderíamos usuários, mas o que desejamos agora é ampliar o número de usuários, diminuindo a quantidade de veículos individuais circulando — disse.  

De acordo com Michel Mittmann, secretário de Mobilidade e Planejamento Urbano de Florianópolis, a mudança no valor da tarifa está prevista em contrato, mas a decisão tomada foi de subsidiar os custos. 

— O contrato prevê que a gente tenha um reajuste e esse cálculo do reajuste, considerando um ano extremamente atípico especialmente na alta de combustíveis, geraria um aumento de quase 20% [no valor]. Por decisão política e pelo Município ter conseguido fazer um esforço fiscal grande, a gente quer retribuir ao cidadão esse esforço e investir neste momento no que a gente mais precisa — afirmou Mittmann.  

Mesmo com o aporte do Município, Gean Loureiro disse, por meio das redes sociais, que também pedirá auxílio ao governo federal para equilibrar as contas. 

— Não dá pra ter transporte coletivo bancado apenas por quem usa. É preciso que toda a população contribua. Até porque quem usa carro também é beneficiado — pontuou. 

Além do não reajuste, a prefeitura anunciou que 1.700 novos horários serão incorporados ao sistema nas próximas semanas e que, a partir de janeiro, os usuários do transporte coletivo convencional poderão pagar apenas uma passagem para fazer qualquer trajeto, durante o período de três horas. A prática está sendo chamada de tarifa "vai e vem". 

— Por exemplo, quem mora no Campeche poderá vir até o centro da cidade e voltar para o Campeche com apenas uma passagem, desde que o tempo utilizando o cartão da primeira até a última vez seja de até três horas — explica Gean Loureiro. 

> Rodovias de SC registram 'invasão' de turistas na reta final de 2021

A partir do dia 30 de janeiro, quem utilizar o transporte coletivo no último domingo do mês não pagará passagem. Nos demais domingos, será adotado o sistema da tarifa "vai e vem". 

Outra novidade anunciada é que a partir de fevereiro de 2022 a recarga do cartão do Consórcio Fênix poderá ser feita por aplicativo, pix, cartão de crédito, cartão de débito e QR Code. 

Nesta terça-feira (28), a prefeitura também divulgou que as pessoas que usam o cartão do Consórcio Fênix, e que derem preferência ao transporte coletivo fora dos horários considerados de pico, terão R$1,00 de desconto no valor da passagem. Os valores cobrados atualmente são de R$ 4,38 para quem usa o cartão e R$ 4,50 para quem realiza o pagamento em dinheiro.  

O desconto valerá das 9h às 11h, das 14h às 16h e das 20h à meia-noite.

Leia também 

Florianópolis proíbe bares de cobrarem por cadeiras e mesas na praia; drones fiscalizam ocupação

Motociclista de 37 anos morre no dia do aniversário em acidente em Florianópolis

Nova polícia é oficializada em Santa Catarina

Colunistas