A temperatura em Joinville subiu e o índice de calor passou de 40°C nesta quinta-feira (1), segundo a Epagri/Ciram. A maior cidade do Estado, que já teve até registro de neve em 2020, deu uma prévia de como pode ser quente ao longo dos próximos meses durante a primavera e o verão.

Continua depois da publicidade

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

A máxima registrada em Joinville pela Epagri/Ciram nesta quinta-feira foi de 33,6°, por volta das 15 horas. No mesmo horário, o índice de calor chegou a 42°C – esta foi a temperatura sentida devido a combinação entre a temperatura aparente do ar e a umidade relativa do ar.

Na previsão climática para o último trimestre do ano, a Epagri/Ciram afirma que outubro e o início de novembro ainda devem ter massas de ar frio, mas com curta duração. Isso deve causar quedas de temperatura no período da noite.

> Puchalski: calorão dessa quinta se aproxima dos 40°C em Santa Catarina

Continua depois da publicidade

No entanto, o fenômeno La Niña deve proporcionar com maior frequência os dois com tardes ensolaradas e quentes, seguidas de noites mais frias para a época do ano, principalmente em novembro e dezembro.

Para a sexta-feira (2), a Epagri/Ciram emitiu alerta para a possibilidade de temporais localizados com pancadas de chuva, raios e ventania com rajadas acima de 60 km/h, além de granizo. Eles devem começar pelo Litoral Sul de Santa Catarina no início da tarde e se estender até o Litoral Norte durante a tarde e noite, até por volta das 21 horas.

Destaques do NSC Total