nsc

Ônibus

Testes dos funcionários não devem afetar volta dos ônibus em Florianópolis, afirma secretário

Michel Mittmann, secretário de Mobilidade e Planejamento Urbano de Florianópolis, fala sobre a retomada do transporte

11/06/2020 - 12h56

Compartilhe

Kadu
Por Kadu Reis
Testes serão feitos em sistema de drive-thru
Testes serão feitos em sistema de drive-thru
(Foto: )

Com a retomada do transporte coletivo programada para a próxima quarta-feira (17), os cerca de 1,5 mil trabalhadores do setor em Florianópolis serão submetidos a testes para coronavírus. Os resultados irão evitar que funcionários passem a infecção para os usuários do sistema. A ocorrência da confirmações de casos, no entanto, não deve impactar diretamente nas decisões sobre a volta do serviço. 

— Acho que não é o resultado específico dos trabalhadores que vai apontar a volta ou não. É o sistema geral de contaminação da cidade. Mesmo que identificarmos um percentual que não afeta o sistema global da cidade, evitaremos que eles trabalhem contaminados. Será importante para criar um marco zero da operação neste sentido — afirma Michel Mittmann, secretário de Mobilidade e Planejamento Urbano de Florianópolis. 

Ouça a entrevista com Michel Mittmann:

A testagem dos colaboradores do transporte coletivo será realizada nesta sexta-feira (11) e os custos ficam por conta das empresas do Consórcio Fênix. O procedimento será realizado em sistema de drive-thru das 8h às 18h em quatro terminais de ônibus: Terminal Integrado do Centro (Ticen), da Trindade (Titri), de Canasvieiras (Tican) e do Rio Tavares (Tirio). Serão realizados os testes laboratoriais. 

— A prefeitura exigiu que neste caso específico fosse feito o teste PCR, que tem um grau de certeza mais adequado para esta situação. Testaremos aproximadamente 1,5 mil colaboradores, todos que estarão envolvidos com a operação. Faremos os testes nesta sexta-feira utilizando todos os terminais em drive-thru — comenta Mittmann. 

Entre os procedimentos de segurança adotados pela Capital estão a obrigatoriedade do uso de máscaras nos ônibus, utilização de apenas 40% da capacidade dos veículos e proibição do pagamento em dinheiro - apenas os cartões serão aceitos. Os passageiros também podem se identificar através de um QR Code, mas este procedimento é opcional. O quadro de horários e linhas será confirmado na segunda-feira (15). 

— O cobrador passa a ser um auxiliar muito importante na orientação dos passageiros sobre o cumprimento das regras. Temos câmeras em todos os ônibus para monitorar as viagens que podem ter ocupação maior. A gente observou no caso dos municípios vizinhos que há uma situação de baixíssima ocupação. Na regra geral, o comportamento na região tem sido bom, respeitando as regras de utilização — analisa o secretário.

Colunistas