nsc
santa

Mobilidade

Trânsito muda e Avenida Beira-Rio de Blumenau ganha 4ª faixa; entenda a alteração

Objetivo é dar mais fluidez ao fluxo de veículos na região central da cidade

30/06/2021 - 13h32 - Atualizada em: 30/06/2021 - 21h21

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Vagas de estacionamento para carros e motos foram retiradas
Vagas de estacionamento para carros e motos foram retiradas
(Foto: )

A quarta faixa de tráfego na Avenida Beira-Rio, no Centro de Blumenau, deve ser liberada na próxima segunda-feira (5). Ao menos essa é a expectativa da prefeitura ao finalizar, nesta semana, a sinalização da nova pista. A Secretaria de Planejamento Urbano espera conseguir dar mais fluidez aos veículos com a obra.

> Receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp

Para que a quarta pista fosse implantada a partir da Rua Professor José Ferreira da Silva, 36 vagas de estacionamento para carros e 21 para motocicletas deixaram de existir. Os veículos só poderão ficar parados nesta faixa entre 20h e 6h de segunda a sexta-feira e também aos fins de semana.

A faixa adicional é uma espécie de complemento à duplicação da Ponte Adolfo Konder, prevista para ser liberada no domingo (4). Conforme o colunista Evandro de Assis, na data da inauguração, a prefeitura planeja integrar a via à Rota de Lazer da Rua XV de Novembro. Só no fim do dia os carros terão acesso liberado.

A duplicação custou cerca de R$ 8 milhões, viabilizados pelo Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, o Finisa. Para restaurar a parte antiga ainda não há projeto concreto, mas a intenção do município é tirar a ideia do papel no próximo ano.

Como fica o trânsito

Com a duplicação, a única diferença em relação ao que ocorre hoje será o semáforo que funcionará na saída, para quem entrar na Beira-Rio. Sincronizada com a outra sinaleira da avenida, pedestres terão o auxílio tecnológico para atravessar, exceto entre o canteiro central e a duplicação, que terá apenas a faixa.

Lado duplicado atenderá motoristas, ciclistas e pedestres
Lado duplicado atenderá motoristas, ciclistas e pedestres
(Foto: )

Aqueles que saírem do Centro em direção à Ponta Aguda terão apenas uma pista disponível. O caminho contrário, que acontecerá sobre a ponte antiga, será dividido em duas faixas. Não há corredor exclusivo para ônibus em nenhum dos lados e a ciclofaixa de cerca de 2,5 metros fica na parte nova, ligando-se à da Rua República Argentina. Há calçadas em ambos os sentidos. A que hoje existe em meio às pontes será desativada.

O motorista que chegar à Ponta Aguda terá a única opção existente, que é virar à direita e entrar na Rua Uruguai. Os que saem do bairro para ir ao Centro deixarão de ter uma única pista sobre a ponte e terão duas, evitando o afunilamento na entrada dela, como ocorre atualmente.

Para definir como seria a mobilidade com a nova estrutura, equipes técnicas do município fizeram estudos sobre os locais de maior retenção, como explica o Diretor de Mobilidade Urbana da Secretaria de Planejamento Urbano, Paulo Sérgio da Costa Junior. São cerca de 2.200 veículos que passam por hora pela Beira-Rio nos momentos de pico e mais de mil sobre a Ponte Adolfo Konder.

O maior gargalo, apontam as pesquisas, é na saída da Ponta Aguda para o Centro. Por isso, a pista dupla será neste sentido.

Colunistas