nsc
    santa

    BLUMENAU, 170 ANOS

    Turismo de Blumenau vê Festival da Cerveja de 2021 como retomada tal qual a Oktober de 1984

    Organização e setor econômico do entorno do evento veem com otimismo a retomada a partir do primeiro trimestre do ano que vem

    02/09/2020 - 04h35 - Atualizada em: 02/09/2020 - 07h32

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Festival da Cerveja ajuda a consolidar o turismo de Blumenau e traz credibilidade ao mercado cervejeiro.
    Festival da Cerveja ajuda a consolidar o turismo de Blumenau e traz credibilidade ao mercado cervejeiro.
    (Foto: )

    Um dos setores mais prejudicados pela pandemia é o do turismo de Blumenau. Sem a Oktoberfest (pela primeira vez em 36 anos) e dezenas de outros eventos, a cidade completa 170 anos ainda pensando em como e quando, de fato, será a retomada. Alguns passos já foram dados e é possível encontrar famílias de outros estados passeando pelas áreas centrais.

    > Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    Para o secretário de Turismo e Lazer, Marcelo Greuel, grandes eventos só voltarão a ser feitos após a distribuição da vacina contra o novo coronavírus à população. Como a imunização é esperada para o começo do próximo ano, há chances do Festival da Cerveja, em março, dar início à agenda 2021, opina o presidente da Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (Ablutec), Develon da Rocha.

    Enquanto isso, a gestão municipal busca incentivar os cuidados necessários em pontos mais frequentados por turistas, como hotéis, restaurantes e comércio. São investimentos em testagem de profissionais, cursos de capacitação sobre as medidas de higiene, QR Code em estabelecimentos para rastrear possíveis contaminados e ações que buscam posicionar a cidade como um local seguro para visitação.

    De acordo com a presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes e Bares de Blumenau e região, Juliana Rodrigues Bernardes, esses pequenos movimentos fomentam o turismo e dão um fôlego ao setor, mas é preciso ir além.

    — Se o protocolo de cuidados for respeitado, poderemos retomar o turismo devagar e com segurança. O essencial é que as pessoas entendam a necessidade dos cuidados — defende Rocha.

    Os planos de um 2020 cheio de novidades para o turismo ficou para 2021 e, apesar da crise sanitária e econômica, o otimismo prevalece quando se pergunta como estará Blumenau na próxima década.

    "Nocaute"

    — Estamos em nocaute, é verdade, mas vamos nos recuperar muito rápido. Não tenho dúvida de que Blumenau, dentro de três, cinco anos, será uma grande potência para o turismo brasileiro — projeta Greuel.

    — Vamos conseguir nos recuperar, mas vai demorar mais do que em uma enchente, pois a quantidade de pessoas atingidas é muito maior — opina Juliana.

    Na lista de itens que contribuirão para esse reconhecimento nacional e recuperação local estão as parcerias público-privadas, concessões, inovações, reurbanização de espaços e obras de mobilidade.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas