nsc
dc

Influenza

Vacinação contra a gripe começa segunda-feira em SC; veja como será a campanha

Ao mesmo tempo em que ocorre a campanha contra a Covid-19, imunização contra a gripe terá mudanças em 2021

09/04/2021 - 05h00

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Vacina contra a gripe
Meta da campanha é vacinar 90% dos grupos prioritários em SC, o que corresponde a cerca de 2,4 milhões de pessoas
(Foto: )

A campanha nacional de vacinação contra a gripe vai começar na segunda-feira (12), com a expectativa de imunizar 2,4 milhões de catarinenses até o dia 9 de julho. Em conjunto com a vacinação contra a Covid-19, a campanha da gripe terá algumas mudanças este ano e é vista como uma das mais importantes até hoje, com o objetivo de reduzir as internações em um momento de hospitais lotados por causa da pandemia.

> Calendário da vacina: veja dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

A vacinação ocorrerá de forma simultânea em todas as cidades de Santa Catarina, e desta vez cada município poderá organizar o próprio Dia D da campanha, sem uma data específica para o Estado inteiro. Conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC (Dive), a prioridade é para a vacina contra a Covid-19, mas os grupos prioritários devem buscar as duas imunizações.

- A vacina contra a gripe tem por objetivo reduzir os sintomas da doença, evitando assim a evolução para casos graves e possíveis óbitos. E, em meio à pandemia do coronavírus, a vacinação tem papel importante para evitar ainda mais hospitalizações - destaca João Augusto Brancher Fuck, diretor da Dive.

> Vacinação da Covid em SC: locais, fases de aplicação, idades e tudo sobre

Quem deve se vacinar

A campanha de vacinação contra a gripe terá três etapas. Inicialmente, como o Estado recebeu apenas 226 mil doses do Ministério da Saúde, a vacinação acontecerá de forma escalonada, iniciando pelas crianças, gestantes, puérperas e indígenas. A vacinação dos trabalhadores da saúde iniciará com a chegada de mais doses.

- Primeira etapa (12/04 a 10/05): crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas; povos indígenas; trabalhadores da saúde;

- Segunda etapa (11/05 a 08/06): idosos com 60 anos e mais; e professores das escolas públicas e privadas;

- Terceira etapa (09/06 a 09/07): pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; forças de segurança e salvamento, forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

> Tire suas dúvidas sobre a vacina contra a Covid-19

Posso tomar as vacinas contra a Covid-19 e gripe juntas?

Não. Como a prioridade é para a vacina contra a Covid-19, quem for imunizado deve respeitar um intervalo mínimo de 14 dias para receber a dose contra a gripe.

Qual a proteção da vacina?

A vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe: influenza A (H1N1); influenza A (H3N2) e influenza B.

Evite aglomerações

Com a campanha durante a pandemia do coronavírus, várias medidas deverão ser tomadas nos postos de saúde para garantir a segurança dos pacientes. O uso de máscara é obrigatório e todos os locais deverão ter álcool em gel, além de outras medidas de distanciamento recomendadas aos municípios:

- Ampliação do horário de vacinação, com horário estendido, a fim de aumentar a oferta de vacinação e ampliar o acesso da população;

- Reserva de local específico para aplicação da vacina contra a Gripe;

- Realização de triagem para evitar a entrada/permanência nos locais de vacinação de pessoas com sintomas gripais;

- Realização de vacinação domiciliar para pessoas com dificuldades de locomoção;

- Promover vacinação em locais diversos como escolas, praças, drive-thru, entre outros.

Colunistas