nsc
dc

Saúde

Vacinas contra coronavírus começam a ser distribuídas nesta segunda, diz ministro da Saúde

Envio das doses aos Estados brasileiros começa às 7h e vai considerar população do grupo de risco de cada região, informou Pazuello

17/01/2021 - 15h15 - Atualizada em: 17/01/2021 - 16h46

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello
Vacinas contra coronavírus começam a ser distribuídas na segunda-feira, após aprovação de uso emergencial
(Foto: )

A distribuição das vacinas contra o novo coronavírus para os Estados brasileiros começa às 7h desta segunda-feira (18). O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em pronunciamento na tarde deste domingo (17).

> Primeira vacinada contra o coronavírus no Brasil é enfermeira de SP

A fala do ministro ocorreu cerca de uma hora após a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que autorizou o uso emergencial das vacinas de Oxford e CoronaVac no Brasil.

Em São Paulo, o governo estadual já iniciou a vacinação minutos após a decisão da Anvisa, com a imunização da enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, que atua na linha de frente do coronavírus.

Pazuello disse que a distribuição das vacinas para os Estados vai respeitar a proporção de população pertencente a cada grupo de risco de cada Estado. Em Santa Catarina, o governo já anunciou que pretende repassar as doses aos municípios em até 24 horas após receber os imunizantes do governo federal.

Ele também criticou o início da vacinação feito pelo governo de São Paulo e sugeriu que a medida estaria "em desacordo com a lei", pelo fato de as primeiras doses terem sido aplicadas sem passar pelo Ministério da Saúde. Ele também chegou a dizer que o governo federal não faria uma "jogada de marketing" para iniciar a vacinação, em aparente crítica ao ato feito pelo governador João Doria. Questionado sobre o tema, Doria acusou o governo federal de fazer "golpe de morte" por ações como defesa do negacionismo e indicação de medicamentos sem eficácia comprovada.

Pazuello informou que a quantidade de doses que será encaminhada a cada estado será divulgada ainda neste domingo, e que o ministério incluiu uma taxa de risco para situações de regiões em fases críticas da Covid-19, como o Amazonas.

A distribuição terá um ato simbólico pela manhã, e em seguida será encaminhada a pontos focais dos estados por aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Ainda nesta segunda os Estados poderão iniciar a distribuição para os municípios. Assim, o Ministério da Saúde pretende começar a vacinação simultaneamente em todo o país na quarta-feira (20), às 10h.

> ‘Vamos ser vacinados e continuar tendo que usar máscaras’, diz pesquisadora

Colunistas