nsc
nsc

Gravidez

7 suplementos alimentares importantes para grávidas veganas

Nutricionistas também explicam sobre a importância da alimentação para as gestantes

21/06/2022 - 17h00

Compartilhe

Portal
Por Portal EdiCase
Alimentação vegana durante a gravidez
Alimentação vegana durante a gravidez
(Foto: )

Durante a gravidez mulheres veganas não precisam interromper a dieta vegetariana estrita, pois não existe nenhum risco para a saúde da mãe e do bebê, desde que se mantenha os cuidados que todas as grávidas precisam ter durante a gestação.

> Clique aqui e receba notícias no WhatsApp

“Não há nenhuma contraindicação da alimentação vegetariana na gestação nem na lactação, inclusive, algumas pesquisas mostram que gestantes vegetarianas e veganas tendem a ter menor risco de diabetes gestacional e de pré-eclâmpsia, que são complicações na gestação”, analisa a nutricionista Thaisa Navolar. Segundo ela, mulheres que seguem uma dieta vegetariana estrita durante a gravidez também têm mais facilidade para manter o peso adequado.

Suplementos importantes durante a gravidez

Segundo a nutricionista Priscilla Mazza, grávidas vegetarianas estritas (veganas), para ter uma boa saúde, também precisam ter as mesmas preocupações que as gestantes onívoras. Por isso, veja algumas suplementações que costumam ser importantes nesse período, citadas pela especialista:

1. Ácido fólico

Irá prevenir anomalias congênitas e defeitos no fechamento do tubo neural do bebê. O ideal é que este seja suplementado pelo menos um mês antes da gravidez e prolongado durante o primeiro trimestre.

2. Proteínas

No segundo e terceiro trimestre, quando não atingida a proteína na alimentação, é necessário aumentar a ingestão proteica com suplemento de proteína em pó vegetal.

> Conheça os principais cuidados com a alimentação durante a gravidez

3. Ômega 3

Quando não consumido de forma adequada a quantidade de chia e linhaça, no caso da paciente vegetariana, é utilizado o suplemento de algas rico em DHA, a qual auxilia na formação de membranas celulares do Sistema Nervoso Central (SNC) e na redução de risco de parto prematuro, aumenta acuidade visual e a coordenação de mãos e olhos do bebê. Também ajuda a melhorar a imunidade e a resposta do sistema nervoso autônomo.

Alimentação vegana durante a gestação
Ingerir alimentos ricos em ferro evita anemia em gestantes
(Foto: )

4. Ferro

É interessante quando há baixa reserva no organismo, pois é comum observar a presença de anemia tanto em gestantes vegetarianas quanto em onívoras.

5. Vitamina B12

Adequar os níveis de B12 sanguíneos também é de extrema importância, já que, na maioria das vezes, a suplementação desta vitamina acaba se tornando necessária, porque ela evita tanto o risco de descolamento da placenta quanto a possibilidade de que o bebê nasça com pé torto congênito e com defeitos no tubo neural.

6. Cálcio

Adequar o consumo de cálcio e, até mesmo, suplementar quando não atingido via alimentação, principalmente no terceiro trimestre e durante a lactação.

> Entenda as mudanças que ocorrem na pele durante e após a gravidez

7. Vitamina D3

Por fim, a suplementação de vitamina D3 vegana também é importante quando se encontra baixa nos níveis sanguíneos. Esta pode levar à absorção deficiente de cálcio e, com isso, pode causar um retardo na formação dos ossos das crianças e no crescimento das cartilagens.

Alimentação durante a amamentação

Durante a amamentação as recomendações não são muito diferentes, é necessário manter uma alimentação rica em legumes, verduras, frutas, leguminosas e cerais. “A gente sabe que existem alguns nutrientes no leite materno que dependem muito da nutrição materna, né. Então, para garantir via suplementação a alimentação, que é o caso da vitamina B12 e do ômega 3, a gente precisa fazer a suplementação certinha de acordo com as necessidades e com os exames da mãe. Mas geralmente a suplementação de DHA na gestação e lactação é feita na dose de 200 a 300 miligramas ao dia", explica a nutricionista Thaisa Navolar.

Na dúvida, procure um profissional

Thaisa Navolar cita que a alimentação vegetariana é saudável e segura para a família inteira, portanto, não oferece risco para nenhum grupo. "Sempre que tiver dúvidas e inseguranças procure um profissional que tenha conhecimento também na área do vegetarianismo para fazer as orientações necessárias e realmente apoiar e respeitar a opção das famílias veganas, pois é importante encontrar esse respaldo dos profissionais que acompanham a família”, recomenda. 

*Por Matilde Freitas

Leia também

Veja como diminuir o estresse durante a gravidez

Como escolher entre parto normal e parto cesárea

Benefícios da ioga para gestantes

Colunistas