O novo bairro planejado de Joinville, batizado como Cidade das Águas, será construído a partir de 2023 em uma área no bairro Atiradores, próxima ao Centro Empresarial da Tigre. O projeto foi apresentado pelas empresas responsáveis na última segunda-feira (26) durante reunião na Associação Empresarial de Joinville (Acij).

Continua depois da publicidade

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A construção do bairro planejado é um projeto da HPB, um holding formada pela CRH e Pedra Branca. Esta última já tem um local semelhante em Palhoça, com construções de imóveis residenciais e comerciais de forma planejada, além de áreas de convivência e espaços de lazer.

O mesmo modelo deve ser aplicado em uma área de 250 mil metros quadrados em Joinville, sendo 30% do espaço com edificações e o restante formado por espaços abertos e coletivos. O projeto está em fase de licenciamento ambiental e deve ter início das obras em 2023, de acordo com Danilo Conti, diretor geral da HPB.

– Ele é um bairro privado, sendo que a construção e manutenção é nossa. Mas isso não significa que é um espaço fechado, muito pelo contrário. Ele será aberto, não haverá barreira física, como guarita, muro ou nada que impeça as pessoas de entrarem e saírem. É um empreendimento que a cidade toda vai poder aproveitar 20 mil metros quadrados de praças e parque – explica.

Continua depois da publicidade

Local onde deve ser construído o bairro Cidade das Águas
Local onde deve ser construído o bairro Cidade das Águas (Foto: HPB, Divulgação)

Projeto em duas etapas, com 15 mil moradores

A primeira etapa compreende uma área hoje ocupada pelo Parque Hansen, ao lado da rua Ottokar Doerffel. O local receberá cerca de 8 mil habitantes e terá praças, parques e ruas, com obras que devem durar de 18 a 24 meses para ficarem prontas.

A construção das edificações, que serão usadas para área residencial e comercial, deve demorar um pouco mais, de 36 a 48 meses, a partir do início dos trabalhos.

> Conheça as localidades que são confundidas como bairros em Joinville

O início da segunda etapa vai depender da resposta do mercado, segundo Conti. Porém, a previsão é ampliar o bairro depois de 10 anos, com a construção de infraestrutura do outro lado da rua Ottokar Doerffel, onde devem ser recebidos cerca de 7 mil moradores.

Segundo Conti, o projeto vai respeitar a natureza mantendo a parte verde existente no Parque Hansen e ampliando em outros pontos.

Continua depois da publicidade

Primeira etapa do projeto prevê 8 mil moradores
Primeira etapa do projeto prevê 8 mil moradores (Foto: HPB, Divulgação)

Estímulo para fazer tudo à pé

O Cidade das Águas pretende ser um bairro em que a pessoa possa morar, trabalhar, estudar e se divertir em um único lugar. Segundo Danilo Conti, é um espaço que pretende estimular as pessoas a fazerem tudo à pé.

– A intenção é de quem for morar no bairro não precise usar o automóvel para fazer as atividades necessárias durante a semana – afirma.

O térreo dos prédios vão ter uma fachada ativa, em um formato de shopping a céu aberto. Serão 32 mil metros quadrados de área bruta locável, com boa parte das lojas sendo de gastronomia, com uso da calçada de aproximadamente 12 metros de largura como extensão do estabelecimento.

O diretor geral da HPB ainda afirma que o Cidade das Águas não será um bairro apenas para a população de maior renda de Joinville, já que será um ambiente de diversidade econômica e cultural.

Continua depois da publicidade

Leia também:

Procurado pela Interpol, alemão preso em SC era condenado por torturar criança em Joinville

Frio em Joinville: previsão indica temperatura mínima de 4°C nesta semana

Joinville avança vacinação contra a Covid para público acima dos 33 anos; veja como agendar

Destaques do NSC Total